FMI alerta que 'criptonização' dos mercados emergentes pode minar sua estabilidade financeira

© REUTERS / Ann WangMulheres conversam perto de uma parede com símbolos de criptomoeda em Taipé, Taiwan. Foto do arquivo
Mulheres conversam perto de uma parede com símbolos de criptomoeda em Taipé, Taiwan. Foto do arquivo - Sputnik Brasil, 1920, 02.10.2021
Nos siga noTelegram
O Fundo Monetário Internacional (FMI) sublinha que as autoridades devem fortalecer as políticas macroeconômicas e avaliar os benefícios da emissão de moedas digitais.
A introdução de moedas digitais em mercados emergentes pode causar a "criptonização" das economias locais e comprometer sua estabilidade financeira à medida que as criptomoedas ganham espaço no país, de acordo com o relatório de Estabilidade Financeira Global, divulgado pelo FMI na sexta-feira (1º).
As criptomoedas continuam atraindo novos usuários e países inteiros, como por exemplo El Salvador, que foi o primeiro país do mundo a adotar o bitcoin como moeda legal.
No entanto, em muitos casos os membros do ecossistema das criptomoedas carecem de "práticas firmes de operação, governança e gestão de risco", por isso são capazes de causar interrupções, conforme o FMI.
Embora as turbulências geradas por suas falhas não tenham tido um impacto significativo na estabilidade financeira até agora, a importância de suas implicações potenciais cresce à medida que as criptomoedas se tornam comuns.
O FMI revela que a adoção rápida e massiva de criptomoedas em novos mercados pode provocar a "criptonização" da economia, caracterizada pelo uso de moedas digitais em vez da moeda local.
Em alguns mercados emergentes e economias em desenvolvimento, a "criptonização" pode ser impulsionada ainda mais pela credibilidade baixa do Banco Central destes países, sistemas bancários vulneráveis, sistemas de pagamento ineficientes ou acesso limitado a serviços financeiros.
Isso poderia prejudicar a capacidade do Banco Central do país de executar a política monetária com eficácia e criar riscos adicionais para a estabilidade financeira. Ao mesmo tempo, isso aumenta os riscos para a política fiscal, dado que as criptomoedas facilitam a evasão fiscal.
Conforme recomendação do FMI, as autoridades devem fortalecer as políticas macroeconômicas e avaliar os benefícios da emissão das próprias moedas digitais do Banco Central, bem como melhorar os sistemas de pagamentos.
No caso de as novas moedas digitais ajudarem a satisfazer a necessidade de tecnologias de pagamento melhoradas, a pressão da "criptografia" sobre a estabilidade financeira do país poderia diminuir.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала