China envia 25 aviões à zona de identificação de defesa aérea de Taiwan

© AP Photo / Andy WongBombardeiros H-6 da China voando em formação (imagem referencial)
Bombardeiros H-6 da China voando em formação (imagem referencial) - Sputnik Brasil, 1920, 01.10.2021
Nos siga noTelegram
Nesta sexta-feira (1º), o Ministério da Defesa de Taiwan informou que a Força Aérea do país acionou aviões para afastar 25 aeronaves chinesas que entraram em sua zona de identificação de defesa aérea.
O ministério taiwanês revelou que a missão do Exército de Libertação Popular (ELP) da China envolveu 18 caças J-16, quatro caças Su-30, dois bombardeiros com capacidade nuclear H-6 e um avião antissubmarino.
A Defesa de Taiwan acionou aviões de combate para afastar as aeronaves do ELP e também mobilizou um sistema de mísseis para monitorar suas ações.
Todos os aviões chineses voaram perto da área das ilhas de Pratas, tendo os dois bombardeiros voado mais próximo do atol, segundo o mapa publicado pelo ministério.
25 aviões do ELP (J-16 x 18, SU-30 x 4, H-6 x 2 e Y-8 ASW) entraram no sudoeste da zona de identificação de defesa aérea de Taiwan em 1º de outubro de 2021. Por favor, consulte nosso site oficial para mais informação:
Taiwan informou por várias vezes sobre missões da Força Aérea da China, que entra frequentemente na parte sudoeste de sua zona de identificação defesa aérea, perto das ilhas de Pratas. A maior incursão até o momento ocorreu em junho, envolvendo 28 aviões do ELP.
Na semana passada, a Força Aérea da China enviou 24 caças em direção a Taiwan, após Taipé se candidatar oficialmente para aderir ao acordo de comércio do Pacífico. Uns dias antes, Pequim também enviou sua candidatura para se tornar membro em uma tentativa de aumentar sua influência econômica na região.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала