Armamento moderno e dimensão do Exército russo representam séria ameaça para EUA e OTAN, diz NI

© Sputnik / Aleksei Kudenko / Abrir o banco de imagensUnidades de artilharia autopropulsada durante a etapa principal dos exercícios militares Zapad 2021, no polígono de Mulino, região de Nizhny Novgorod, Rússia
Unidades de artilharia autopropulsada durante a etapa principal dos exercícios militares Zapad 2021, no polígono de Mulino, região de Nizhny Novgorod, Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 17.09.2021
Nos siga noTelegram
Graças à sua modernização, as Forças Armadas da Rússia representam uma nova ameaça para os EUA e a OTAN, afirma Kris Osborn, colunista da revista The National Interest.
Segundo ele, a dimensão do Exército russo, combinado com novas tecnologias, se tornou uma "ameaça ainda mais sinistra" do que nos tempos de confronto com a União Soviética.
Embora Moscou tenha atualmente menor número de militares do que durante a Guerra Fria, sua modernização suscita sérias preocupações no Ocidente.
Em particular, trata-se dos mísseis hipersônicos, armas nucleares táticas, bem como caças Su-57, tanques T-14 Armata e sistemas de defesa antiaérea S-400.
O colunista observa que a Rússia não está apenas desenvolvendo novas armas como está ativamente modernizando e aperfeiçoando tecnologias mais antigas. Como exemplo, Osborn mencionou o tanque T-72, que tem sido aprimorado várias vezes desde a sua criação na década de 1970.
© Sputnik / Aleksei Kudenko / Abrir o banco de imagensHelicópteros de ataque Mi-24 durante a etapa principal dos exercícios militares Zapad 2021, no polígono de Mulino, região de Nizhny Novgorod, Rússia
Helicópteros de ataque Mi-24 durante a etapa principal dos exercícios militares Zapad 2021, no polígono de Mulino, região de Nizhny Novgorod, Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Helicópteros de ataque Mi-24 durante a etapa principal dos exercícios militares Zapad 2021, no polígono de Mulino, região de Nizhny Novgorod, Rússia
Além de muitos aviões, tanques e artilharia, Moscou tem uma Marinha de aproximadamente 600 navios, incluindo um porta-aviões, 15 destróieres e 63 submarinos.
O poder da sua frota naval, particularmente no mar Negro, é importante para Rússia do ponto de vista econômico e geopolítico, pois dá acesso ao mar Mediterrâneo, concluiu autor.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала