Descobrem no Tibete 'obra de arte mais antiga do mundo' deixada por crianças pré-históricas (FOTOS)

© AP Photo / Dario Lopez-MIllsCaverna maia descoberta no México (imagem referencial)
Caverna maia descoberta no México (imagem referencial) - Sputnik Brasil, 1920, 16.09.2021
Nos siga noTelegram
Uma equipe internacional de cientistas descobriu uma pedra no topo do planalto do Tibete com pegadas de mãos e pés que supostamente pertenceram a crianças do Paleolítico, segundo revela novo estudo.
Em Quesang, no alto Tibete, uma equipe liderada por David Zhang da Universidade de Guangzhou encontrou cinco impressões de mãos e cinco pegadas, que tendo em conta o tamanho, foram deixadas por duas crianças.
Segundo especialistas, as marcas não foram feitas de forma casual, mas apresentam um caráter de criação deliberada, por isso os cientistas argumentam que pode tratar-se de uma manifestação primitiva de arte rupestre realizada diretamente sobre vastas superfícies de pedra.
© Foto / David D. ZhangImpressões de mãos e pés de crianças do Paleolítico descobertas no Tibete
Impressões de mãos e pés de crianças do Paleolítico descobertas no Tibete - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Impressões de mãos e pés de crianças do Paleolítico descobertas no Tibete
Além disso, a pedra de calcário travertino onde as impressões foram encontradas tem entre 169.000 e 226.000 anos, o que tornaria o sítio arqueológico o exemplo mais antigo deste tipo de arte, fornecendo uma prova da presença dos primeiros humanos (ou dos seus antepassados diretos) no planalto tibetano.
A pesquisa publicada na revista Science Bulletin sugere que devido à antiguidade da pedra, existe uma possibilidade que os artistas fossem Homo sapiens, embora o mais provável seja que se trate de um grupo de humanos conhecidos como denisovanos, já que recentemente foram encontrados no planalto fragmentos de ossos de um hominídeo semelhante ao denisovano.
© Foto / David D. ZhangImpressões de mãos e pés de crianças do Paleolítico descobertas no Tibete
Impressões de mãos e pés de crianças do Paleolítico descobertas no Tibete - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Impressões de mãos e pés de crianças do Paleolítico descobertas no Tibete
Atualmente, o exemplo de arte rupestre mais antigo conhecido provém da região de Sulawesi, na Indonésia, e data entre 39.900 e 43.900 anos, e que também é considerado como a exibição mais antiga deste tipo de arte.
Porém, as pegadas recém-encontradas no Tibete sugerem uma origem ainda mais ancestral, destacando o papel central que as crianças hominídeas poderiam ter desempenhado na criação artística.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала