Pesquisadores encontram restos mortais de mulher de 7 mil anos que revelam fatos chocantes

© Foto / LAKD M-V / LA, C. Harte-ReiterRestos mortais encontrados no sítio arqueológico alemão
Restos mortais encontrados no sítio arqueológico alemão - Sputnik Brasil, 1920, 30.08.2021
Nos siga noTelegram
Partes do antigo esqueleto de uma mulher escavado por arqueólogos indonésios na caverna Leang Panninge, província de Celebes Meridional, Indonésia, revelaram alguns fatos surpreendentes sobre a história dos primeiros humanos modernos.

Os restos mortais da mulher de 7.000 anos foram encontrados na Indonésia entre 2015 e 2019. Após analisar seu DNA, os cientistas descobriram que essa é a primeira indicação de que a ancestralidade asiática estava presente na região indonésia de Wallacea muito antes da expansão austronésia, segundo a revista Nature.

De acordo com os pesquisadores, a mulher era descendente principalmente do Homo sapiens do Leste Asiático, que provavelmente chegou à Indonésia há pelo menos 50 mil anos. Possivelmente, a mulher tinha entre 17 ou 18 anos quando morreu.

Os pesquisadores sugerem que os ancestrais da mulher, ao chegarem à ilha de Celebes, poderiam ter cruzado com denisovanos que já habitavam o local, já que ela carrega cerca de 2,2% de denisovanos em seu DNA.

"O DNA da mulher de Celebes indica que o cruzamento ocorreu em Wallacea quando alguns Homo sapiens da Idade da Pedra se dirigiram para Papua-Nova Guiné e Austrália. O principal fluxo de genes de denisovanos para ancestrais de papuásios e aborígenes australianos provavelmente ocorreu uma vez que [Homo sapiens] chegou às ilhas Wallacea", disse o coautor do estudo, Cosimo Posth.

Os cientistas também afirmaram que o DNA da mulher parece mais com o dos atuais papuásios e dos australianos indígenas do que com o do asiático oriental moderno. Isso indica que ela pertencia a uma linha genética distinta e anteriormente desconhecida de humanos que surgiu há cerca de 37.000 anos.

Estima-se que por volta do mesmo período ocorreu a divisão evolutiva entre os papuásios e os australianos indígenas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала