Tanque russo T-14 Armata terá inteligência artificial para controlar veículo e visar alvos

© Sputnik / Photo host agency / Abrir o banco de imagensTanque T-14 durante Parada da Vitória na Grande Guerra pela Pátria
Tanque T-14 durante Parada da Vitória na Grande Guerra pela Pátria - Sputnik Brasil, 1920, 27.08.2021
Nos siga noTelegram
Informa-se que o tanque T-14 Armata da terceira geração do pós-guerra receberá várias atualizações, incluindo inteligência artificial, e que o veículo se tornará uma base que será modernizada por várias dezenas de anos.

O mais novo tanque russo T-14 Armata terá uma série de atualizações, disse à Sputnik Aleksandr Potapov, o diretor-geral da fábrica Uralvagonzavod.

"Além disso, vou revelar um pouco o segredo de que já começamos a modernizar o Armata, introduzindo inteligência artificial e também alguns outros desenvolvimentos", afirmou Potapov à agência.

Segundo ele, o tanque é significativamente diferente de todos os modelos existentes no mundo. No futuro, ele deve se tornar uma base que será desenvolvida por várias dezenas de anos.

Em abril, o diretor-geral da corporação estatal russa Rostec, Sergei Chemezov, informou que a inteligência artificial do tanque Armata dirigirá e visará os alvos, mas a decisão de abrir fogo será tomada por uma pessoa. O serviço de imprensa da fábrica Uralvagonzavod destacou que o T-14 havia passado com sucesso nos testes em modo não tripulado.

O T-14 Armata é o único tanque do mundo de terceira geração do pós-guerra. O tanque Armata foi projetado para combater em contato direto com o inimigo, para apoiar a ofensiva de unidades de infantaria motorizada e para destruir forças inimigas em abrigos e campo aberto.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала