Cientistas aconselham Europa a se acostumar às inundações destruidoras

© AP Photo / Michael ProbstTrem passa cruzamento de ferrovia rodeado por água devido a inundação causada pela chuva e degelo, Alemanha, 3 de fevereiro de 2021
Trem passa cruzamento de ferrovia rodeado por água devido a inundação causada pela chuva e degelo, Alemanha, 3 de fevereiro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 24.08.2021
Nos siga noTelegram
Probabilidade de enchentes mortais na Europa cresceu drasticamente devido ao recente aquecimento global, conclui um estudo internacional publicado hoje (24).

Ao menos 190 pessoas perderam a vida nas graves enchentes que atingiram o Leste da Alemanha em meados de julho deste ano e ao menos 38 morreram em resultado de tempestades na região de Valônia, no sul da Bélgica.

Para calcular o papel das mudanças climáticas nas chuvas que provocaram as inundações, os cientistas analisaram os registros meteorológicos e fizeram simulações de computador a fim de comparar o clima atual, que é ao redor de 1,2 graus Celsius mais quente devido às emissões provocadas pelo homem, com o clima do passado.

Os pesquisadores calcularam que as inundações são entre 1,2 e nove vezes mais prováveis de ocorrer no atual clima quente, em comparação com um cenário sem aquecimento global. Aguaceiros semelhantes aos que ocorreram na Alemanha e na região do Benelux são agora entre 3% e 19% mais graves devido ao aquecimento provocado pelo homem, segundo o estudo, organizado pela iniciativa World Weather Attribution.

"As mudanças climáticas aumentaram a probabilidade [de inundações], mas também aumentaram sua intensidade", disse Frank Kreienkamp, do serviço meteorológico alemão.

Friederike Otto, diretora associada do Instituto de Mudança Ambiental da Universidade de Oxford, disse que as inundações mostraram que "inclusive os países desenvolvidos não estão a salvo dos impactos severos do clima extremo que temos visto e sabemos que se agravam com as mudanças climáticas".

© REUTERS / FLAVIO LO SCALZOInundações atingiram cidades ao redor do lago Como, no noroeste da Itália, 27 de julho de 2021.
Inundações atingiram cidades ao redor do lago Como, no noroeste da Itália, 27 de julho de 2021 - Sputnik Brasil
1/4
Inundações atingiram cidades ao redor do lago Como, no noroeste da Itália, 27 de julho de 2021.
© REUTERS / YAHIR CEBALLOSAutoestrada inundada após furacão Grace ter atingido o México, 21 de agosto de 2021.
Autoestrada inundada após furacão Grace ter atingido o México, 21 de agosto de 2021 - Sputnik Brasil
2/4
Autoestrada inundada após furacão Grace ter atingido o México, 21 de agosto de 2021.
© AP Photo / Michael ProbstEquipe de resgate busca vítimas nos carros atingidos pela enchente na Alemanha, 17 de julho de 2021.
Equipe de resgate busca vítimas nos carros atingidos pela enchente na Alemanha, 17 de julho de 2021 - Sputnik Brasil
3/4
Equipe de resgate busca vítimas nos carros atingidos pela enchente na Alemanha, 17 de julho de 2021.
© AP Photo / Mark HumphreyMulher olha para escombros após fortes chuvas no Tennessee, EUA, 22 de agosto de 2021.
Mulher olha para escombros após fortes chuvas no Tennessee, EUA, 22 de agosto de 2021 - Sputnik Brasil
4/4
Mulher olha para escombros após fortes chuvas no Tennessee, EUA, 22 de agosto de 2021.
1/4
Inundações atingiram cidades ao redor do lago Como, no noroeste da Itália, 27 de julho de 2021.
2/4
Autoestrada inundada após furacão Grace ter atingido o México, 21 de agosto de 2021.
3/4
Equipe de resgate busca vítimas nos carros atingidos pela enchente na Alemanha, 17 de julho de 2021.
4/4
Mulher olha para escombros após fortes chuvas no Tennessee, EUA, 22 de agosto de 2021.

Ao analisar os padrões de chuva na Europa Ocidental, os autores do estudo conseguiram estimar a probabilidade de que ocorra novamente um evento similar às inundações do mês de julho. Isso significa que é provável que ocorram vários eventos da escala das enchentes na Alemanha e Bélgica na Europa Ocidental dentro deste período de tempo, concluíram.

Por sua parte Maarten van Aalst, diretor do Centro Climático Internacional da Cruz Vermelha e Crescente Vermelho, aconselha aumentar a preparação para inundações na Europa, melhorar a gestão do risco e modernizar os sistemas de alerta precoce.

Recentemente, enchentes atingiram também a costa noroeste dos EUA. Após a chegada da tempestade tropical Henri neste fim da semana, o número de mortos da inundação no Tennessee ultrapassou as 20 pessoas, com mais de outras 50 desaparecidas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала