NASA registra 'sinfonia' de estrelas gigantes vermelhas

© Foto / Gabriel Pérez DíazImagem artística da estrela pulsante HD 74423 com sua companheira anã vermelha
Imagem artística da estrela pulsante HD 74423 com sua companheira anã vermelha - Sputnik Brasil, 1920, 09.08.2021
Nos siga noTelegram
Contando com a ajuda das observações da sonda Transiting Exoplanet Survey Satellite (TESS), a NASA descobriu uma quantidade inédita de gigantes vermelhas pulsantes no espaço.

A agência espacial identificou mais de 158 mil estrelas em fase avançada de evolução, o que permitirá compreender a estrutura interna destes corpos celestes.

Além disso, a TESS também detectou oscilações estelares, produzidas por ondas sonoras, o que explica o apelido de "exploração sinfônica" dado pela agência.

"Nosso resultado inicial mostra que podemos determinar as massas e tamanhos destas gigantes oscilantes com tamanha precisão que apenas tende a melhorar à medida que o TESS continuar [seu trabalho]", afirmou Marc Hon, bolsista do programa Hubble da NASA, em comunicado.

De acordo com a NASA, uma estrela oscila quando o gás quente sobe para perto da superfície, despois esfria e desce, aquecendo-se novamente, gerando mudanças de pressão que podem ser traduzidas em ondas.

Além disso, a oscilação de cada estrela depende de sua estrutura interior, massa e tamanho.

A partir das novas informações, os cientistas pretendem medir as massas desses corpos celestes através do céu.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала