Teste de lançamento de míssil hipersônico dos EUA fracassa em sua 2ª tentativa

© Foto / Força Aérea dos EUA / Natalie StanleyDiretor assistente de operações e diretor de testes do caça F-15E prepara-se para usar míssil AGM-158B em base aérea no Novo México, EUA, 7 de janeiro de 2021 (imagem ilustrativa
Diretor assistente de operações e diretor de testes do caça F-15E prepara-se para usar míssil AGM-158B em base aérea no Novo México, EUA, 7 de janeiro de 2021  (imagem ilustrativa - Sputnik Brasil, 1920, 30.07.2021
Nos siga noTelegram
O teste de lançamento do míssil hipersônico AGM-183A realizado pela Força Aérea dos Estados Unidos falha pela segunda vez, segundo nota divulgada pela base de Eglin, pertencente a este ramo militar.

A segunda tentativa de teste ocorreu nesta quinta-feira (28), no polígono Point Mugu, na Califórnia, onde o míssil de lançamento aéreo seria separado de um bombardeiro estratégico B-52H.

De acordo com o comunicado da Base da Força Aérea de Edwards, o míssil "se separou perfeitamente da aeronave e demonstrou com sucesso a sequência de lançamento completa, incluindo aquisição de GPS, desconexão umbilical e transferência de energia da aeronave para o míssil".

"Após manobras de separação bem-sucedidas, o motor do míssil não pegou", disse o comunicado.

​Um vídeo lançado pela revista Airman mostra claramente as aletas dobráveis no AGM-183A ARRW. 

O dr. Mark J. Lewis, ex-cientista-chefe da Força Aérea, forneceu uma visão aprofundada de como a Força Aérea dos EUA está desenvolvendo a tecnologia hipersônica.

Cinco vezes a velocidade do som

O primeiro teste de lançamento deste míssil ocorreu no início de abril e falhou porque a arma, transportada por um bombardeiro estratégico B-52, "não foi lançada", segundo um comunicado. O erro ocorreu depois que a Força Aérea adiou várias vezes a data desse teste, tendo planejado originalmente realizá-lo antes do final de 2020.

© AP Photo / Sargento Greg Erwin / Força Aérea dos EUABombardeiro B-52 estacionado na Base Aérea de Al-Udeid, no Qatar, 23 de abril de 2021
Teste de lançamento de míssil hipersônico dos EUA fracassa em sua 2ª tentativa - Sputnik Brasil, 1920, 30.07.2021
Bombardeiro B-52 estacionado na Base Aérea de Al-Udeid, no Qatar, 23 de abril de 2021

O míssil está sendo desenvolvido no âmbito do programa Air Launch Rapid Response Weapon (ARRW). O ARRW Rapid Prototype Development Contract, no valor de US $ 480 milhões, foi concedido em agosto de 2018 à Lockheed Martin Company.
A Força Aérea dos Estados Unidos espera que suas primeiras armas hipersônicas estejam prontas em 2022 e 2023.

Anteriormente, tanto especialistas quanto líderes militares dos EUA reconheceram o atraso do país norte-americano no campo de armas hipersônicas em comparação com a Rússia e a China.

Armas hipersônicas são aquelas capazes de voar a mais de cinco vezes a velocidade do som, sendo capazes de manobrar e mudar sua direção e altitude, o que torna a interceptação impossível hoje.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала