Presidente filipino restaura acordo militar sobre tropas dos Estados Unidos no país

© AFP 2022 / Rolex Dela PenaSecretário de Defesa dos EUA Lloyd Austin (à esquerda) saúda o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas das Filipinas, general Cirilito Sobejana (à direita) e o ministro da Defesa filipino Delfin Lorenzana (no centro), Manila, 30 de julho de 2021
Secretário de Defesa dos EUA Lloyd Austin (à esquerda) saúda o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas das Filipinas, general Cirilito Sobejana (à direita) e o ministro da Defesa filipino Delfin Lorenzana (no centro), Manila, 30 de julho de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 30.07.2021
Nos siga noTelegram
O presidente das Filipinas restaurou o Acordo de Forças Visitadoras (VFA, na sigla em inglês), que regula a presença dos militares norte-americanos no país.

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, restaurou o pacto fundamental que regula a presença das tropas dos EUA no país, revertendo uma decisão anterior que causou preocupações crescentes em Washington e Manila, segundo informaram os responsáveis da Defesa dos dois países na sexta-feira (30).

O ministro da Defesa filipino, Delfin Lorenzana, disse que não sabia por que Duterte mudou sua decisão, após a reunião com o secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, em Manila, nesta quinta-feira (29), segundo a Reuters.

O porta-voz de Duterte, Hatty Roque, informou que a decisão presidencial foi "baseada na defesa do principal interesse estratégico das Filipinas [...] e na clareza da posição dos EUA sobre suas obrigações e compromissos ao abrigo do Tratado de Defesa Mútua", assinado em 1951.

A restauração do pacto não mudará muito porque o acordo não tinha sido formalmente rompido, mas dará estabilidade para ambos os países.

"Isso proporciona certeza para avançarmos, podemos fazer o planejamento de longo prazo e realizar diferentes tipos de exercícios", disse Austin durante a coletiva com seu homólogo filipino.

O VFA estabelece regras de rotação das tropas norte-americanas dentro e fora das Filipinas para exercícios militares. As Filipinas são um país aliado dos Estados Unidos pelo pacto e vários acordos militares dependem do VFA.

Duterte tinha prometido acabar com o pacto após os Estados Unidos terem negado um visto a um senador filipino aliado do presidente. No entanto, os prazos de rescisão do acordo foram adiados várias vezes.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала