Alemanha reconhece genocídio na Namíbia e promete compensação

© REUTERS / PoolO ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Heiko Maas, durante entrevista coletiva, reconheceu que o país cometeu genocídio na Alemanha
O ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Heiko Maas, durante entrevista coletiva, reconheceu que o país cometeu genocídio na Alemanha - Sputnik Brasil, 1920, 28.05.2021
Nos siga noTelegram
Pela primeira vez, a Alemanha reconheceu ter cometido genocídio durante a era colonial na Namíbia, e prometeu bilhões de euros em ajuda aos descendentes das vítimas. 

A medida foi bem recebida pelo governo namíbio, embora ativistas tenham dito que o gesto é insuficiente. O pedido de desculpas chega após cinco anos de negociações entre os dois países. 

"Agora vamos nos referir oficialmente a esses eventos como o que são da perspectiva de hoje: genocídio", disse o ministro das Relações Exteriores alemão, Heiko Maas. "À luz da responsabilidade histórica e moral da Alemanha, pediremos perdão à Namíbia e aos descendentes das vítimas pelas atrocidades cometidas", acrescentou, segundo a agência Reuters.

Entre 1884 e 1915, o então território da Namíbia estava sob controle da Alemanha. À época, fazendeiros alemães mataram milhares de integrantes das tribos herero e nama. O genocídio ocorreu entre os anos de 1904 e 1908, sendo descrito por historiadores como o primeiro evento do tipo do século 20. 

O ministro das Relações Exteriores afirmou ainda que, em um "gesto de reconhecimento do imenso sofrimento infligido às vítimas", a Alemanha apoiará a "reconstrução e o desenvolvimento" da Namíbia por meio de um programa financeiro de 1,1 bilhão de euros (cerca de R$ 7 bilhões).

O presidente da Namíbia, Hage Geingob, disse que a atitude alemã era um gesto "histórico". Líderes locais, no entanto, afirmaram que a compensação era pequena para o massacre perpetrado contra o povo local.

Na quinta-feira (27), o presidente da França, Emmanuel Macron, reconheceu o papel desemprenhado pelo país europeu no genocídio de Ruanda.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала