EUA e Coreia do Sul comemoram 'força de sua aliança' em reunião na Casa Branca

© REUTERS / JONATHAN ERNSTO presidente dos EUA, Joe Biden, e o presidente da Coréia do Sul, Moon Jae-in, realizam uma coletiva de imprensa conjunta após um dia de reuniões na Casa Branca, em Washington, EUA, em 21 de maio de 2021
O presidente dos EUA, Joe Biden, e o presidente da Coréia do Sul, Moon Jae-in, realizam uma coletiva de imprensa conjunta após um dia de reuniões na Casa Branca, em Washington, EUA, em 21 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 21.05.2021
Nos siga noTelegram
O presidente dos EUA, Joe Biden, e sei colega sul-coreano, Moon Jae-in, saudaram nesta sexta-feira (21) a força da aliança entre os dois países, após as tensões da era Trump.

Pouco depois de Moon chegar à Casa Branca, ele e Biden se uniram para conceder a Medalha de Honra a Ralph Puckett, um veterano da Guerra da Coreia de 94 anos, coronel aposentado do Exército dos EUA, por seu valor em uma batalha de 1950 em uma colina estratégica. Puckett estava lutando contra as tropas chinesas na Coreia do Norte.

Foi a primeira vez que um líder estrangeiro compareceu a uma cerimônia da Medalha de Honra, que Biden chamou de um testemunho da força da aliança EUA-Coreia do Sul.

© REUTERS / SARAH SILBIGERO presidente sul-coreano Moon Jae-in fala com William Weber, veterano do Exército, na cerimônia de inauguração do Muro da Memória dos Veteranos da Guerra da Coreia no National Mall em Washington, EUA, 21 de maio de 2021
EUA e Coreia do Sul comemoram 'força de sua aliança' em reunião na Casa Branca  - Sputnik Brasil, 1920, 21.05.2021
O presidente sul-coreano Moon Jae-in fala com William Weber, veterano do Exército, na cerimônia de inauguração do Muro da Memória dos Veteranos da Guerra da Coreia no National Mall em Washington, EUA, 21 de maio de 2021

Moon disse que Puckett é um exemplo da força da aliança, que ele chamou de "um pilar da paz e segurança na península coreana e além".

Depois de uma reunião individual no Salão Oval, os dois líderes se juntaram a assessores importantes para uma ampla discussão que incluiu o programa de armas nucleares da Coreia do Norte.

Moon disse a Biden que a Coreia do Sul "trabalhará em estreita colaboração com os EUA para se conseguir a desnuclearização completa e estabelecer uma paz permanente na península coreana".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала