China promete US$ 3 bilhões para ajudar resposta à COVID-19 nos países em desenvolvimento

© AP Photo / Agência de Notícias Xinhua / Li XuerenPresidente da China, Xi Jinping
Presidente da China, Xi Jinping - Sputnik Brasil, 1920, 21.05.2021
Nos siga noTelegram
A China destinará mais US$ 3 bilhões em assistência internacional nos próximos três anos para apoiar a resposta à pandemia de COVID-19 e a recuperação econômica nos países em desenvolvimento, anunciou o presidente Xi Jinping nesta sexta-feira (21).

"A China destinará US$3 bilhões [cerca de R$ 15,8 bilhões] adicionais em ajuda internacional nos próximos três anos para apoiar a resposta à COVID-19 e para a recuperação econômica e social em outros países em desenvolvimento", disse Xi durante a Cúpula Global de Saúde do G20, realizada através de videoconferência.

A cúpula foi organizada em conjunto por Comissão Europeia e Itália, país que exerce a presidência do G20, e foi anunciada como a primeira grande reunião de líderes mundiais focada em maneiras para superar a crise de saúde, que já matou milhões de pessoas em todo o mundo, e prevenir futuros desastres desse tipo.

O presidente chinês Xi Jinping participou da Cúpula Global de Saúde e fez seu discurso por videoconferência direto de Pequim nesta sexta-feira [21]. A reunião foi organizada pela Itália, país que preside atualmente o G20, e a Comissão Europeia.  

Em seu discurso, o líder chinês anunciou que o seu país já forneceu 300 milhões doses de suas vacinas anti-COVID-19 para o mundo e prometeu distribuir mais com o melhor de sua capacidade.

Além disso, Xi afirmou que a China apoia a transferência de tecnologia de suas empresas produtoras de vacinas para outros países em desenvolvimento, para realizar uma produção conjunta com os mesmos, e propôs a criação de um fórum internacional para a cooperação em vacinas.

"A China propõe a criação de um fórum internacional sobre cooperação em relação às vacinas para os países desenvolvedores e produtores de imunizantes, empresas e outras partes interessadas, para explorar maneiras de promover a distribuição justa e equitativa de vacinas em todo o mundo", anunciou Xi Jinping.

O presidente chinês também confirmou o apoio de seu país à Organização Mundial do Comércio (OMC) e a outros organismos internacionais para uma tomada rápida de decisão sobre a isenção dos direitos de propriedade intelectual sobre as vacinas contra COVID-19. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала