Sistema robótico russo ZAK-57 mostra ser eficaz contra vários tipos de drones

© Sputnik / Yevgeny Odinokov / Abrir o banco de imagensSistema autopropulsado de artilharia antiaérea Derivatsiya-PVO, ou ZAK-57, se deslocando na véspera do desfile do 75º aniversário da Vitória na Grande Guerra pela Pátria (parte da Segunda Guerra Mundial, compreendida entre 22 de junho de 1941 e 9 de maio de 1945, e limitada às hostilidades entre a União Soviética e a Alemanha nazista e seus aliados), em Moscou, Rússia, 8 de maio de 2020
Sistema autopropulsado de artilharia antiaérea Derivatsiya-PVO, ou ZAK-57, se deslocando na véspera do desfile do 75º aniversário da Vitória na Grande Guerra pela Pátria (parte da Segunda Guerra Mundial, compreendida entre 22 de junho de 1941 e 9 de maio de 1945, e limitada às hostilidades entre a União Soviética e a Alemanha nazista e seus aliados), em Moscou, Rússia, 8 de maio de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 15.05.2021
Nos siga noTelegram
Sistema robótico russo de artilharia antiaérea ZAK-57 mostrou em recentes testes ser capaz de abater diversos tipos de drones militares.

O avançado sistema robótico de artilharia antiaérea ZAK-57, ou Derivatsiya-PVO, armado com um canhão automático de 57 milímetros, atingiu com sucesso drones de vários tipos durante testes, relatou à Sputnik o serviço de imprensa da corporação de pesquisa e produção Uralvagonzavod (UVZ, na sigla em russo), pertencente à holding estatal russa Rostec.

"Os testes preliminares de todos os elementos do complexo foram concluídos, inclusive foi confirmada a capacidade de combater drones de vários tipos. A importância de um combate eficaz contra os drones militares está aumentando a cada dia, por isso cresce a necessidade deste complexo antiaéreo", disse o representante da UVZ.

O sistema de artilharia foi desenvolvido na base do veículo blindado BMP-3 e é o sistema mais recente de defesa antiaérea do Exército russo. O veículo é composto por um módulo de controle remoto com um canhão automático de 57 mm na torre, colocada no chassi de esteiras altamente móvel do BMP-3.

A velocidade de disparo é de 120 tiros por minuto. Além disso, o sistema de artilharia utiliza quatro tipos de munições diferentes, o que torna o blindado um meio eficaz e de baixo custo no combate contra veículos aéreos não tripulados.

O Derivatsiya-PVO também está equipado com modernos sistemas óticos e eletrônicos para detectar, reconhecer e rastrear alvos de voo rápido.

Neste momento está sendo desenvolvido um pacote de munições avançado, incluindo projéteis multifuncionais com detonador eletrônico por controle remoto.

Aleksandr Leonov, comandante da defesa antiaérea do Exército russo, disse no final de 2020 que os testes estatais do complexo Derivatsiya-PVO estão programados para 2022.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала