Netanyahu: Exército de Israel já atacou centenas de alvos do Hamas, e em breve serão 'mais de mil'

© REUTERS / AMMAR AWADO primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu gesticula enquanto faz um discurso para seus apoiadores após o anúncio das urnas nas eleições gerais de Israel na sede do partido Likud em Jerusalém 24 de março de 2021
O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu gesticula enquanto faz um discurso para seus apoiadores após o anúncio das urnas nas eleições gerais de Israel na sede do partido Likud em Jerusalém 24 de março de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 13.05.2021
Nos siga noTelegram
O Exército israelense já atacou centenas de alvos do Hamas, e em breve a quantidade de alvos atacados corresponderá a mais de mil, declarou o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu.

Nesta quinta-feira (13), o premiê israelense visitou uma bateria do sistema antiaéreo Cúpula de Ferro.

"A utilização de baterias da Cúpula de Ferro nos permite atacar, e as Forças de Defesa de Israel já atacaram centenas de alvos que em breve serão mais de mil. E nós continuamos atacando o Hamas, e defendendo nossos cidadãos", segundo Netanyahu, citado pelo seu gabinete.

A situação na fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza palestina agravou-se na noite de segunda-feira (10). O lançamento de foguetes contra zonas urbanas ocorre quase sem parar, já tendo matado, segundo dados recentes, seis civis e um militar israelense.

© AP Photo / Khalil HamraFumaça é vista saindo de um prédio destruído após ter sido bombardeado por Israel na cidade de Gaza, 12 de maio de 2021
Netanyahu: Exército de Israel já atacou centenas de alvos do Hamas, e em breve serão 'mais de mil' - Sputnik Brasil, 1920, 13.05.2021
Fumaça é vista saindo de um prédio destruído após ter sido bombardeado por Israel na cidade de Gaza, 12 de maio de 2021

De acordo com o Exército de Israel, do início da escalada de violência até a manhã de quarta-feira (12), da Faixa de Gaza foram disparados mais de 1.600 foguetes.

Israel atacou a Faixa de Gaza, atingindo alvos de movimentos palestinos Hamas e Jihad Islâmico e tendo exterminado alguns militantes, incluindo altos chefes militares. De acordo com dados oficiais da Palestina, em resultado dos ataques de Israel, na Faixa de Gaza morreram 67 pessoas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала