- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Jacarezinho: após operação, deputados do Rio aprovam uso de câmeras em uniformes da polícia

© Folhapress / Daniel MarencoPoliciais militares caminham por ruas da localidade conhecida como Alvorada, no Complexo de Favelas do Morro do Alemão, no Rio de Janeiro
Policiais militares caminham por ruas da localidade conhecida como Alvorada, no Complexo de Favelas do Morro do Alemão, no Rio de Janeiro - Sputnik Brasil, 1920, 12.05.2021
Nos siga noTelegram
Deputados do Rio de Janeiro aprovaram nesta quarta-feira (12) o uso de câmeras nos uniformes e aeronaves da policia. A votação ocorreu seis dias após ação no Jacarezinho que deixou 28 mortos. 

A operação da Polícia Civil na comunidade está sendo investigada pelo Ministério Público devido a acusações de abusos dos agentes. A força desproporcional nas ações de policiais no Rio de Janeiro é frequentemente questionada por moradores e especialistas em segurança. 

O uso do equipamento é visto como uma forma de apurar possíveis excessos e evitar execuções extrajudiciais. A lei foi aprovada na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) por 34 votos a favor, 16 contra a uma abstenção. A votação já estava marcada antes da operação no Jacarezinho. 

Agora, o projeto de lei precisa ser sancionado pelo governador Cláudio Castro (PSC). Na Lei de Diretrizes Orçamentárias do estado já existe previsão para a compra dos equipamentos.

Lei não cumprida

Uma lei determinando a instalação de câmeras nas viaturas da polícia já foi aprovada há quase 12 anos, mas até o momento as câmeras não foram adquiridas. 

A proposta aprovada nesta quarta-feira (12) atualiza a legislação anterior, estipulando um prazo para que as medidas entrem em vigor.

A lei discutida hoje é de autoria do deputado estadual Carlos Minc (PSB). "Será que se essa lei tivesse sido aprovada antes, essa operação teria ocorrido dessa forma? Provavelmente não", questionou o parlamentar, segundo o portal G1.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала