Confrontos entre militares e rebeldes deixam dezenas de vítimas no Iêmen

© Foto / ScreenshotHouthis disparam contra forças leais ao governo do presidente exilado Abd Rabbuh Mansur Hadi durante confrontos perto de Marib, no Iêmen
Houthis disparam contra forças leais ao governo do presidente exilado Abd Rabbuh Mansur Hadi durante confrontos perto de Marib, no Iêmen - Sputnik Brasil, 1920, 09.05.2021
Nos siga noTelegram
Pelo menos 50 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em meio a confrontos entre as forças do governo iemenita e rebeldes houthis na província de Marib, disse uma fonte militar do Iêmen à Sputnik na noite deste sábado (8).

"Durante os confrontos no oeste de Marib, 29 apoiadores do Ansar Allah [movimento houthi] e 21 pessoas das fileiras militares e de tribos aliadas foram mortas", disse a fonte.

De acordo com a testemunha, os houthis realizaram ataques contra posições do exército iemenita no distrito de Sirwah neste sábado (8). As forças iemenitas foram apoiadas pelo ar pela coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita, que realizou vários ataques aéreos contra as posições dos houthis.

Os combates entre as forças houthis e do governo iemenita já duram vários meses em Marib. Na última quinta-feira (6), mais de 30 pessoas foram mortas na região. A província de Marib, rica em petróleo, é o último reduto das forças governamentais no norte do Iêmen. 

​O Iêmen se encontra mergulhado em uma guerra civil há mais de seis anos. Uma coalizão militar liderada pela Arábia Saudita conduz uma campanha aérea contra os houthis no país desde 2015, a pedido do presidente, em exílio, Abd Rabbuh Mansur Hadi. Os houthis mantêm controle sobre uma vasta parte do território, incluindo a capital Sanaa.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала