Dinossauro desenterrado por paleontólogos tinha 'vida noturna', segundo estudo (FOTO)

© REUTERS / Viktor Radermaker/ HandoutO pequeno dinossauro Shuvuuia deserti em uma reconstrução artística de 2021, realizada pela Universidade de Witwatersrand, em Joanesburgo, África do Sul
O pequeno dinossauro Shuvuuia deserti em uma reconstrução artística de 2021, realizada pela Universidade de Witwatersrand, em Joanesburgo, África do Sul - Sputnik Brasil, 1920, 07.05.2021
Nos siga noTelegram
Foi descoberto que um dinossauro do período Cretáceo, chamado alvarezsaurus, era ativo à noite, quando os mamíferos se escondiam para escapar dos restantes predadores dinossauros.

Um dos dinossauros que viveram há 70 milhões de anos tinha visão e audição excelentes para a vida noturna, segundo cientistas citados na quinta-feira (6) pela agência britânica Reuters.

© REUTERS / Mick Ellison / Museu de História Natural da América / Handout Esqueleto fossilizado do pequeno dinossauro parecido com uma ave Shuvuuia deserti
Dinossauro desenterrado por paleontólogos tinha 'vida noturna', segundo estudo (FOTO) - Sputnik Brasil, 1920, 07.05.2021
Esqueleto fossilizado do pequeno dinossauro parecido com uma ave Shuvuuia deserti

Os cientistas, que publicaram o estudo na revista Science, referiram que o Shuvuuia deserti, um dinossauro do período Cretáceo de duas patas, que vivia na Mongólia e no norte da China, tinha capacidades visuais e auditivas semelhantes a uma coruja-de-celeiro, através de uma lagena hiperalongada, quase idêntica em tamanho relativo à das aves de hoje em dia.

"Shuvuuia poderia ter corrido pelo chão do deserto sob a cobertura da noite, usando sua incrível audição e visão noturna para rastrear pequenas presas como mamíferos noturnos, lagartos e insetos", afirmou Jonah Choiniere, paleontólogo da Universidade de Witwatersrand, África do Sul, e autor principal do estudo.

"Com suas longas patas, poderia ter corrido rapidamente para baixo de tais presas, e usado seus membros dianteiros de escavação para espreitar presas soltas de qualquer cobertura, como uma toca."

Os pesquisadores referiram que a noturnalidade era incomum entre os dinossauros, exceto em um grupo chamado alvarezsaurus, ou répteis-de-alvarez, ao qual o Shuvuuia pertencia.

Além disso, apontaram que isso significa que, ao contrário do que muitos pensavam, os mamíferos que existiam na época não estavam tão seguros assim à noite, apesar de os outros dinossauros predadores concentrarem seus esforços durante o dia.

"É um animal tão estranho que os paleontólogos há muito tempo se perguntam o que ele estava realmente fazendo", comentou Roger Benson, paleontólogo da Universidade de Oxford, Reino Unido, que ajudou a liderar o estudo.

"Isto realmente mostra que os dinossauros tinham uma ampla gama de habilidades e adaptações que só agora estão surgindo. Encontramos evidências de que havia uma próspera 'vida noturna' durante o tempo dos dinossauros", afirmou.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала