Ex-presidente das Maldivas fica ferido após ataque com bomba (FOTOS, VÍDEO)

© AP Photo / Manish SwarupO ex-presidente das Maldivas, Mohamed Nasheed
O ex-presidente das Maldivas, Mohamed Nasheed - Sputnik Brasil, 1920, 06.05.2021
Nos siga noTelegram
Uma explosão supostamente provocada por uma bomba improvisada feriu nesta quinta-feira (6) o ex-presidente das Maldivas e atual chefe do Parlamento, Mohamed Nasheed, que teve que ser levado às pressas para o hospital, segundo fontes oficiais.

A explosão aconteceu quando Nasheed, 53, entrava em seu carro na capital Male, informou um oficial do partido do ex-presidente, o Partido Democrático das Maldivas (MDP, na sigla em inglês), à agência de notícias France-Presse.

"Parece algum dispositivo explosivo improvisado, possivelmente instalado em uma motocicleta estacionada", afirmou o oficial, que acrescentou que as investigações ainda estão em curso.

Presidente Mohamed Nasheed fica ferido em explosão e está recebendo tratamento no hospital ADK.

Não há detalhes sobre os ferimentos sofridos por Nasheed. Pelo menos um de seus guarda-costas foi hospitalizado e um pedestre que estava próximo, identificado como um cidadão estrangeiro, também ficou ferido.

O presidente Mohamed Nasheed foi trazido para o hospital com diversos ferimentos hoje [6] às 20h30 [locais, 12h30 em Brasília]. Ele está sendo tratado por uma equipe formada por diversos especialistas. Os seus sinais vitais estão estáveis. Vamos atualizar em breve.

Nasheed se tornou chefe do Parlamento das Maldivas, a segunda posição de poder mais importante da nação insular, após a vitória categórica de seu partido nas eleições de abril de 2019.

Polícia realiza perícia no local da explosão que feriu o ex-presidente.

Ele foi o primeiro presidente eleito democraticamente no país em 2008, mas foi deposto em 2012 e impedido de participar das eleições de 2018, após uma condenação na justiça criminal. Contudo, Nasheed retornou ao país, depois de um exílio autoimposto, com a vitória de seu partido nas eleições presidenciais de 2018, e entrou para o Parlamento no ano seguinte.

Em uma postagem no Twitter, o ministro das Relações Exteriores, Abdulla Shahid, condenou o ataque nos mais duros termos.

Condeno firmemente o ataque contra o chefe do Parlamento, o presidente Mohamed Nasheed esta noite [quinta-feira, 6]. Ataques covardes como esses não têm lugar em nossa sociedade. Meus pensamentos e orações estão com o presidente Nasheed e os outros feridos no ataque, e também com as suas famílias.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала