Facebook garante que página do projeto Redfish da agência RT foi bloqueada por engano

© REUTERS / Dado RuvicLogotipo do Facebook impresso em 3D em 25 de março de 2020
Logotipo do Facebook impresso em 3D em 25 de março de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 02.05.2021
Nos siga noTelegram
Após incidentes semelhantes com mídia russa, a página do Redfish, filial da agência russa RT, foi bloqueada, e só depois a rede social Facebook respondeu oficialmente que se tratou de um erro.

O acesso à página do projeto Redfish da agência russa RT no Facebook foi restringido erradamente, e agora foi restaurado, disse no domingo (2) um representante da rede social à Sputnik, depois de a página ter sido bloqueada.

"O acesso à página RT Redfish no Facebook foi erroneamente restringido por nossas ferramentas automatizadas, mas foi restaurado", disse um representante da agência, acrescentando que a rede social pede desculpas pelos inconvenientes causados.

A Redfish é uma filial da agência multimídia global Ruptly, pertencente à RT.

Na sexta-feira (30), o escritório de imprensa da RT informou que o Facebook removeu a página do projeto Redfish por incluir publicações antifascistas com fotos históricas, afirmando que elas "violam os padrões da comunidade".

Nos últimos meses a mídia russa tem tido frequentemente suas contas em redes sociais bloqueadas. Em setembro de 2020, o Twitter baixou o status dos resultados de busca da agência de notícias russa RIA Novosti, já depois de o mesmo acontecer com as contas da RT e da Sputnik.

Em dezembro de 2020 o Facebook bloqueou a conta do portal Baltnews, e em março eliminou uma entrevista da RT França com um legislador da União Europeia do partido de direita Reagrupamento Nacional por supostas violações de seus padrões comunitários.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала