- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Turista testa positivo para COVID-19, fura bloqueio e é perseguida no litoral de SP

© Folhapress / Eduardo AnizelliPoliciais da Guarda Civil de São Sebastião, junto com a Polícia Militar, durante blitz sanitária contra a COVID-19 em São Sebastião, em São Paulo (26 de março de 2021)
Policiais da Guarda Civil de São Sebastião, junto com a Polícia Militar, durante blitz sanitária contra a COVID-19 em São Sebastião, em São Paulo (26 de março de 2021) - Sputnik Brasil, 1920, 02.04.2021
Nos siga noTelegram
Uma mulher de 58 anos foi perseguida pela Guarda Civil Municipal em São Sebastião, no litoral norte de São Paulo, nesta quinta-feira (1º), após furar o bloqueio sanitário ao testar positivo para a COVID-19.

A turista, que vinha da cidade de Campinas, no interior do estado, tentou fugir, mas foi interceptada a cerca de um quilômetro da barreira, conforme noticiou o Estadão.

De acordo com informações da prefeitura de São Sebastião, ela foi conduzida até a divisa da cidade e orientada a voltar ao município de origem.

Durante o feriado prolongado para tentar conter o avanço da doença, as cidades do litoral paulista fizeram barreiras sanitárias para fiscalizar a passagem dos veículos.

São Sebastião mobilizou uma força-tarefa com testes rápidos para a COVID-19 no principal trecho de acesso à cidade. Ao menos 65 pessoas já testaram positivo para a doença na barreira do município.

© REUTERS / Amanda PerobelliProfissional da saúde em Unidade de Tratamento Intensiva (UTI) para pacientes com COVID-19 em São Paulo.
Turista testa positivo para COVID-19, fura bloqueio e é perseguida no litoral de SP - Sputnik Brasil, 1920, 02.04.2021
Profissional da saúde em Unidade de Tratamento Intensiva (UTI) para pacientes com COVID-19 em São Paulo.

Ainda de acordo com o Estadão, São Sebastião está com estoque baixo de medicamentos para a intubação de pacientes. Por isso, não é possível utilizar a ocupação total de leitos de terapia intensiva.

Até esta quinta-feira (1º), a UTI Respiratória tinha 40% de ocupação. A capacidade é de até 20 internados intubados.

Os novos pacientes que precisam passar pelo procedimento estão sendo intubados e, imediatamente, cadastrados na central de regulação estadual para serem transferidos para hospitais de outros municípios.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала