'Mais complexo que um caça': piloto revela como operar drone de ataque russo Okhotnik

© Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia / Abrir o banco de imagensPrimeiro voo do novíssimo drone militar da Rússia Okhotnik
Primeiro voo do novíssimo drone militar da Rússia Okhotnik - Sputnik Brasil, 1920, 29.03.2021
Nos siga noTelegram
O vídeo que mostra o veículo aéreo não tripulado voando ao lado de um caça Su-57 é bastante conhecido, mas poucas pessoas sabem que o drone era controlado por Yevgeny Frolov, herói da Federação da Rússia.

De acordo com o piloto de testes, os controles manuais do Okhotnik são quase idênticos aos de um avião tripulado convencional.

No entanto, o processo de manejo é mais complexo em comparação com um caça, uma vez que o sinal que é transmitido ao aparelho e o sinal de resposta chegam com atraso.

Frolov explica ainda que, na fase de testes de voo, o drone deve ser controlado por um piloto experiente. Porém, mais tarde, o veículo aéreo vai realizar voos em modo automático sem necessidade de um operador, segundo reportagem exclusiva do canal Rossiya 24.

O Su-57 determinará os alvos a atingir e dará ordem de ataque ao drone. Por sua vez, o caça tripulado estará fora da zona de alcance da defesa antiaérea do inimigo.

O drone, fabricado pela empresa OKB Sukhoi, tem um comprimento de 14 metros, uma envergadura de 19 metros e uma massa de decolagem de 20 toneladas. Sua velocidade máxima de voo subsônico é de até 1.000 quilômetros por hora.

O S-70 Okhotnik é um aparelho multifuncional capaz de eliminar todos os tipos de alvos, tanto aéreos como terrestres.

Além disso, o veículo aéreo não tripulado russo foi criado para atuar em conjunto com o caça Su-57 e usar todo o armamento do caça de quinta geração.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала