Crise da COVID-19 no Chile pode adiar Assembleia Constituinte

© AP Photo / Oded BaliltySebastián Piñera, presidente do Chile
Sebastián Piñera, presidente do Chile - Sputnik Brasil, 1920, 29.03.2021
Nos siga noTelegram
A eleição dos deputados que vão formar a Assembleia Constituinte estava marcada para abril, mas poderá ser alterada para maio. O Chile entrou em um confinamento de quase 70% de sua população.

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, anunciou no domingo (29) que vai pedir o adiamento de um mês da eleição para escolher quem vai fazer parte da Assembleia Constituinte do país. A razão é a nova onda de contágios pelo novo coronavírus.

A medida é apoiada por conselheiros científicos e líderes da oposição. O Congresso precisa aprovar a medida com uma maioria de, no mínimo, dois terços dos parlamentares. Caso aprovada, a data da votação muda dos dias 10 e 11 de abril para 15 e 16 de maio.

Vale lembrar que na semana passada, o número de casos da COVID-19 no Chile superou o pico da primeira onda, em junho de 2020, com mais de 7.000 contágios diários.

O anúncio, escreve a AFP, é uma formalidade. Pesquisas apontam que a população também é favorável à medida de adiamento.

O Chile quer mudar sua Constituição herdada do governo de Augusto Pinochet (1973-1990). O país foi assolado por protestos violentos, em outubro de 2019, que pediam uma reforma no sistema previdenciário e de saúde do país.

© AP Photo / Esteban FelixManifestantes em Santiago, no Chile, confrontam um veículo policial equipado com canhões de água. O registro é do 5º dia de protestos de massa no país, em 22 de outubro de 2019.
Crise da COVID-19 no Chile pode adiar Assembleia Constituinte - Sputnik Brasil, 1920, 29.03.2021
Manifestantes em Santiago, no Chile, confrontam um veículo policial equipado com canhões de água. O registro é do 5º dia de protestos de massa no país, em 22 de outubro de 2019.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала