Templo pré-colombiano do Peru é achado com representação de aranha divina (FOTOS)

© Fotolia / MeisoneEscovações arqueológicas (imagem referencial)
Escovações arqueológicas (imagem referencial) - Sputnik Brasil, 1920, 26.03.2021
Nos siga noTelegram
Foi descoberto um santuário, cerca de 60% destruído, composto por três camadas sobrepostas e relacionado à cultura pré-colombiana cupisnique do Peru.

Um pequeno monte de terra, severamente danificado por agricultores no vale Virú, em La Libertad, no Peru, revelou ser um templo pré-colombiano do século XII a.C., segundo determinou uma equipe de arqueólogos.

Um aspecto importante do monumento, associado à cultura cupisnique, é um grande mural zoomórfico de uma divindade ancestral em forma de aranha com uma faca em uma de suas patas. Dada a ligação religiosa do aracnídeo à água e à proximidade do rio Virú, o monumento encontrado poderia ser um santuário ligado a rituais específicos, supõe o pesquisador Régulo Franco Jordán, da Universidade de Trujillo.

Escavadeiras destruíram um monte de adubo (que era desconhecido e que seria do período cupisnique) para expandir as terras agrícolas. Um fragmento de um mural sobreviveu. Dei mais contraste na foto original para o desenho ser mais bem apreciado. Mais detalhes no link.

Valioso achado arqueológico. Muralismo de mais de 3.200 anos é descoberta em La Libertad.

É uma construção multifásica. Um dos murais seria o segundo (que mais tarde foi intencionalmente coberto pelo terceiro). A parede pintada se curva para a direita e "encaixa" sob o enchimento da parede mais recente. Talvez os arqueólogos encontrem pinturas intactas nela.

Consistindo em três estruturas sobrepostas, de acordo com os arqueólogos peruanos, a que se encontra em um melhor estado de conservação é a segunda, a mesma que ostenta a pintura do mural.

"Este vale Virú é muito rico em assentamentos arqueológicos, temos aqui todas as épocas, por isso é importante intervir no local para que, entre outras coisas, possam ser recuperadas [mais] informações em relação à base do monte e à sobreposição", afirmou Jordán.

Por outro lado, o arqueólogo salientou que conservação adequada do monumento não serviria apenas para a ciência, mas também para o aumento do potencial turístico da região.

O templo foi chamado de Tombalito, devido à sua proximidade com outro monumento pré-hispânico, o castelo de Tomabal, e será estudado mais detalhadamente após a pandemia.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала