- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

EUA ultrapassam marca de 30 milhões de casos de COVID-19

© REUTERS / Shannon StapletonEm Sarasota, no estado norte-americano da Flórida, um profissional de saúde atende um paciente de COVID-19, em 11 de fevereiro de 2021
Em Sarasota, no estado norte-americano da Flórida, um profissional de saúde atende um paciente de COVID-19, em 11 de fevereiro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 25.03.2021
Nos siga noTelegram
Na quarta-feira (24), os Estados Unidos ultrapassaram a marca de mais de 30 milhões de casos confirmados de COVID-19 no país.

Conforme os dados da Universidade Johns Hopkins, os EUA acumulam um total de 30.009.386 casos confirmados de COVID-19 e 545.237 mortes causadas pela doença. Em números absolutos, o país é o mais impactado pela pandemia.

O segundo colocado em número de casos, o Brasil, tem menos da metade das infecções pelo novo coronavírus confirmadas nos EUA. Já o número de mortes acumuladas entre norte-americanos é maior que a soma dos óbitos registrados no Brasil e no México. Com 300.685 óbitos entre brasileiros e 199.627 entre mexicanos, os dois países são respectivamente o segundo e o terceiro com mais óbitos registrados por COVID-19 na pandemia.

Apesar do alto número de mortes e infectados nos EUA, a acelerada campanha de vacinação de Washington tem reduzido o número de mortes no país. Conforme os dados do site Our World in Data, os EUA são o país que mais vacinou em números absolutos, com mais de 128 milhões de pessoas vacinadas com pelo menos a primeira dose de uma vacina contra a COVID-19.

© REUTERS / Hannah BeierGrávida recebe a vacina da Pfizer/BioNTech contra a COVID-19, EUA, 11 de fevereiro de 2021
EUA ultrapassam marca de 30 milhões de casos de COVID-19 - Sputnik Brasil, 1920, 25.03.2021
Grávida recebe a vacina da Pfizer/BioNTech contra a COVID-19, EUA, 11 de fevereiro de 2021

O controle da pandemia no país foi uma das principais promessas de campanha do presidente Joe Biden, que prometeu a aplicação de 100 milhões de doses no país em 100 dias e conseguiu cumprir a meta com antecedência. Apesar disso, as autoridades sanitárias dos EUA seguem pedindo cautela devido ao surgimento de novas variantes e possíveis novas ondas da pandemia no país.

A pandemia da COVID-19 foi declarada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) no dia 11 de março de 2020, poucos meses após os primeiros casos da doença serem registrados na China, em dezembro de 2019. Desde então, a doença já matou mais de 2,7 milhões de pessoas e infectou 124 milhões de seres humanos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала