EUA dão a palestinos US$ 15 milhões para combate à COVID-19

© AP Photo / Nasser NasserEm Ramallah, na Cisjordânia, médicos em uma UTI atendem um paciente palestino com COVID-19, em 28 de janeiro de 2021
Em Ramallah, na Cisjordânia, médicos em uma UTI atendem um paciente palestino com COVID-19, em 28 de janeiro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 25.03.2021
Nos siga noTelegram
O governo dos EUA está dando aos palestinos US$ 15 milhões (R$ 84,8 milhões) para ajudar na resposta à COVID-19 na Cisjordânia e na Faixa de Gaza, disse o Departamento de Estado em comunicado nesta quinta-feira (25).

Os fundos da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID, na sigla em inglês) ajudariam a apoiar os esforços do Catholic Relief Services — agência humanitária internacional da comunidade católica no país — em instalações de saúde, bem como a combater a insegurança alimentar, diz o comunicado.

Leia como o @USAID avançará nos objetivos da política externa do @POTUS [conta oficial da Presidência dos EUA] de um mundo mais saudável, seguro e próspero.

"Este pequeno passo para promover o bem-estar do povo palestino está totalmente de acordo com os valores americanos", continua o comunicado.

O Ministério da Saúde palestino disse no domingo (21) que iniciou um programa de imunização em massa contra o novo coronavírus.

Na semana passada, a Palestina recebeu um lote de mais de 60 mil doses de vacinas — 38 mil doses da Pfizer e outras 24 mil doses da AstraZeneca — por meio do COVAX Facility. No final de fevereiro, o governo palestino recebeu 20 mil doses da vacina russa Sputnik V como um presente dos Emirados Árabes Unidos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала