Bombardeiro furtivo desenvolvido pela Rússia será capaz superar defesa antiaérea da OTAN, diz fonte

© Sputnik / Andrei StanavovProtótipo do bombardeiro furtivo russo PAK DA em representação 3D
Protótipo do bombardeiro furtivo russo PAK DA em representação 3D - Sputnik Brasil, 1920, 25.03.2021
Nos siga noTelegram
O novo bombardeiro furtivo PAK DA, desenvolvido atualmente pela Rússia, será capaz de superar as posições de defesa antiaérea da OTAN sem ser detectado, informou à Sputnik uma fonte do complexo militar-industrial.

Estas características do PAK DA (sigla russa para Complexo Prospectivo de Aviação de Longo Alcance) foram confirmadas durante os testes, especificou a fonte.

"Maquetes especiais e determinados elementos em tamanho real do bombardeiro foram submetidos a uma série de testes para avaliar os níveis de visibilidade ante os radares. Foram confirmados níveis extremamente baixos da área efetiva de dispersão de superfície (RCS) do PAK DA, calculados já na fase de pesquisa e desenvolvimento usando métodos de modelagem computacional", disse o interlocutor.

O RCS (Radar Cross Section) indica o nível de reflexão que uma aeronave possui ao ser detectada por um radar. Um grande RCS indica que um objeto é mais facilmente detectável.

De acordo com a fonte, o raio de detecção do PAK DA por aeronaves de radar de longo alcance e por radares a bordo de caças será reduzido em "várias ordens de grandeza".

© Foto / Ministério da Defesa da RússiaModelo do sistema aéreo inovador para aviação de longo alcance (PAK DA)
Bombardeiro furtivo desenvolvido pela Rússia será capaz superar defesa antiaérea da OTAN, diz fonte - Sputnik Brasil, 1920, 25.03.2021
Modelo do sistema aéreo inovador para aviação de longo alcance (PAK DA)
"Isso permitirá que o bombardeiro prospectivo, ao usar certas táticas, consiga superar sem ser detectado as posições avançadas da defesa antiaérea, incluindo caças e linhas de defesa antiaérea dos países da Aliança Atlântica mais desenvolvidos neste domínio" ressaltou fonte.

O interlocutor observou ainda que o PAK DA será capaz de realizar a maior parte de suas missões ofensivas fora da zona de alcance da defesa antiaérea usando armas de alta precisão de longo alcance – os novíssimos mísseis hipersônicos e de cruzeiro.

Estima-se que o PAK DA entre em serviço até 2027. A aeronave deverá substituir os bombardeiros Tu-95MS da Força Aeroespacial da Rússia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала