Máscara de madeira mais antiga do mundo tem 7 mil anos mais do que Stonehenge (FOTOS)

© Sputnik / Pavel Lisitsyn / Abrir o banco de imagensShigir Idol pode ter sido esculpido há uns 12.100 anos
Shigir Idol pode ter sido esculpido há uns 12.100 anos - Sputnik Brasil, 1920, 23.03.2021
Nos siga noTelegram
Shigir Idol pode ter sido esculpido há uns 12.100 anos – cerca de 500 anos antes do que uma análise de 2018 mostrou. Isso sugere que a escultura tenha mais que o dobro da idade do Stonehenge.

Uma estátua figurativa de madeira semelhante a uma máscara foi esculpida há milhares de anos e preservada por milênios no ambiente ácido e antimicrobiano da turfeira de Shigir nos montes Urais, na Rússia.

Em dez peças, o ídolo foi descoberto pela primeira vez em 1890 e considerado uma curiosidade, uma escultura em forma de totem de uma época anterior. Seu verdadeiro significado não começaria a emergir por mais de outro século. A datação por radiocarbono revelou na década de 1990 que o Shigir Idol era muito mais antigo do que imaginávamos, situando-se em torno de 9.750 anos.

© Sputnik / Pavel Lisitsin / Abrir o banco de imagensÍdolo de Shigir (imagem ilustrativa)
Máscara de madeira mais antiga do mundo tem 7 mil anos mais do que Stonehenge (FOTOS) - Sputnik Brasil, 1920, 23.03.2021
Ídolo de Shigir (imagem ilustrativa)

O artefato surpreende não apenas por causa da preservação espetacular, mas também pois muitos especialistas achavam que o estilo de arte era sofisticado demais para as pessoas daquela época.

Então, em 2018, uma datação inicial por radiocarbono foi realizada por outro estudo a partir de uma amostra extraída do núcleo mais puro do artefato, no qual os estudiosos revelaram que o objetivo poderia ter quase 11.600 anos.

Agora, uma equipe de cientistas afirma que a estátua parece ser ainda mais antiga do que anteriormente estimado, de acordo com pesquisa publicada no Quaternary International. A descoberta é que a madeira usada na escultura parece ter cerca de 12.250 anos. A equipe, composta pelos arqueólogos Thomas Terberger, da Universidade de Gottingen, da Alemanha, Mikhail Zhilin, do Instituto de Arqueologia da Academia de Ciências da Rússia, e Svetlana Savchenko, do Museu Regional de Sverdlovsk, também da Rússia, reanalisou vários resultados de datação por carbono.

© Sputnik / Pavel Lisitsyn / Abrir o banco de imagensAmostra retirada do Shigir Idol para análise por datação de carbono
Máscara de madeira mais antiga do mundo tem 7 mil anos mais do que Stonehenge (FOTOS) - Sputnik Brasil, 1920, 23.03.2021
Amostra retirada do Shigir Idol para análise por datação de carbono

Como o Shigir Idol foi feito do tronco de um lariço com 159 anéis de crescimento, isso sugere que a própria estátua foi esculpida há cerca de 12.100 anos – cerca de 500 anos antes do que a análise de 2018 mostrou. Isso sugere que a escultura foi esculpida no final da Última Era do Gelo e no início do Holoceno. Para efeito de comparação, acredita-se que Stonehenge tenha sido construído apenas 5.000 anos atrás.

© AP Photo / Alastair GrantStonehenge
Máscara de madeira mais antiga do mundo tem 7 mil anos mais do que Stonehenge (FOTOS) - Sputnik Brasil, 1920, 23.03.2021
Stonehenge
"O ídolo foi esculpido durante uma era de grandes mudanças climáticas, quando as primeiras florestas se espalharam por uma Eurásia glacial tardia a pós-glacial", disse Terberger ao The New York Times. "A paisagem mudou, e a arte – desenhos figurativos e animais naturalistas pintados em cavernas e esculpidos na rocha – mudou, talvez como uma forma de ajudar as pessoas a enfrentar os ambientes desafiadores que encontraram."

Embora não seja possível precisar para que era usado o Shigir Idol, sua própria existência sugere uma apreciação pela arte e pelo artesanato. As pessoas que o criaram parecem ter apreciado o simbolismo que, em certa época, os especialistas pensaram emergir muito mais tarde.

A ausência de objetos que demonstrem esse nível de cultura e espiritualidade no registro arqueológico não pode ser tomada como evidência de falta de cultura, argumentam os pesquisadores. As pessoas que construíram o Shigir Idol claramente tinham as habilidades para modelar e esculpir madeira; este artefato dificilmente teria sido o único objeto de seu tipo.

Na verdade, os entalhes geométricos na estátua correspondem a padrões semelhantes vistos em toda a Europa durante o mesmo período. Os pesquisadores argumentam que a estátua sugere que os caçadores-coletores que povoaram os Urais durante o período mesolítico viveram vidas espirituais ricas e complexas e que muito poucos de seus objetos de arte sobreviveram à devastação do tempo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала