Falha do sistema de ejeção provoca morte de 3 pilotos de bombardeiro russo Tu-22M3

© Sputnik / Maksim Bogodvid / Abrir o banco de imagensTu-22M3M, bombardeiro modernizado russo, é visto durante a cerimônia de rolagem, na Fábrica de Aviões de Kazan
Tu-22M3M, bombardeiro modernizado russo, é visto durante a cerimônia de rolagem, na Fábrica de Aviões de Kazan - Sputnik Brasil, 1920, 23.03.2021
Nos siga noTelegram
Nesta terça-feira (23), três pilotos de um bombardeiro estratégico russo Tu-22M3 morreram devido a uma falha do sistema de ejeção da aeronave.

De acordo com o Ministério da Defesa da Rússia, o acidente ocorreu na região de Kaluga, no oeste do país.

No bombardeiro russo Tu-22M3 a catapulta teria disparado automaticamente no solo, enquanto se preparava a realização de um voo planejado.

"Devido à altura insuficiente para abertura dos paraquedas, três tripulantes sofreram ferimentos graves durante a queda e morreram", afirmou o Ministério da Defesa russo.

© Foto / Ministério da Defesa da RússiaBombardeiro russo Tu-22M3 com bombas de queda livre FAB-3000
Falha do sistema de ejeção provoca morte de 3 pilotos de bombardeiro russo Tu-22M3 - Sputnik Brasil, 1920, 23.03.2021
Bombardeiro russo Tu-22M3 com bombas de queda livre FAB-3000

O Tu-22M3M é uma versão modernizada do Tu-22M3 – um bombardeiro estratégico supersônico de longo alcance, com asas de geometria variável, projetado para destruir alvos terrestres e marítimos a partir de todo o tipo de altitudes. A aeronave pode atingir uma velocidade de até Mach 1,88.

A Rússia conta com aproximadamente 60 bombardeiros estratégicos Tu-22M3.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала