- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Recorde de pessimismo: 65% dos brasileiros dizem que a economia deve piorar, diz pesquisa

© AP Photo / Silvia IzquierdoNo Rio de Janeiro, o ministro da Economia do Brasil, Paulo Guedes, fala com a mídia estrangeira, em 13 de setembro de 2019
No Rio de Janeiro, o ministro da Economia do Brasil, Paulo Guedes, fala com a mídia estrangeira, em 13 de setembro de 2019 - Sputnik Brasil, 1920, 20.03.2021
Nos siga noTelegram
Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada neste sábado (20) mostra que o pessimismo com a economia é o maior já registrado.

Conforme dados da pesquisa do Datafolha publicados pelo jornal O Globo, 65% dos brasileiros acreditam que a situação econômica do país vai piorar. O registro mostra um aumento do pessimismo, sendo que, em dezembro de 2020, 41% dos entrevistados acreditavam na piora da economia. Desde então, houve queda de 28% para 11% entre os que esperam uma melhora no setor.

O pessimismo reflete resultados ruins da economia brasileira, como a queda de 4,1% do PIB no ano passado, o desemprego recorde e o aumento da inflação, que durante a pandemia da COVID-19 chegou a ser três vezes maior nos alimentos.

O registro pessimista é o maior desde 1997, quando o instituto começou esse tipo de levantamento no Brasil. O recorde anterior era de março de 2015, quando o Brasil entrava em recessão em meio à crise do segundo governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

© Folhapress / Photo PressApesar da taxa positiva do PIB, os alimentos estão com preço cada vez mais altos para os brasileiros, o ovo, por exemplo, teve alta de 7%
Recorde de pessimismo: 65% dos brasileiros dizem que a economia deve piorar, diz pesquisa - Sputnik Brasil, 1920, 20.03.2021
Apesar da taxa positiva do PIB, os alimentos estão com preço cada vez mais altos para os brasileiros, o ovo, por exemplo, teve alta de 7%

A situação atual é pior percebida pelas mulheres, entre as quais 71% disseram que a economia vai piorar. Entre os homens, a mesma percepção foi exposta por 59% dos entrevistados.

Ainda segundo a pesquisa, o cenário atual se contrapõe ao otimismo registrado no final de 2018, após a eleição do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). À época, apenas 9% acreditavam que a economia pioraria, enquanto 65% esperavam melhoras no setor.

A pesquisa foi realizada por telefone entre os dias 15 e 16 de março e ouviu 2.023 pessoas. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала