Vacina da AstraZeneca tem 'perfil risco-benefício positivo', dizem especialistas da OMS

© REUTERS / Yves HermanFrascos vazios da vacina COVID-19 da Oxford / AstraZeneca são retratados em meio a uma campanha de vacinação em Bierset, Bélgica, em 17 de março de 2021.
Frascos vazios da vacina COVID-19 da Oxford / AstraZeneca são retratados em meio a uma campanha de vacinação em Bierset, Bélgica, em 17 de março de 2021. - Sputnik Brasil, 1920, 19.03.2021
Nos siga noTelegram
O painel de especialistas da OMS declarou nesta sexta-feira (19) que os dados disponíveis indicam que a vacina da AstraZeneca contra a COVID-19 não leva a um aumento de coágulos no sangue.

O subcomitê do Comitê Consultivo Global sobre Segurança de Vacinas (GAVS) da Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou nesta sexta-feira (19) que a vacina da AstraZeneca tem "um perfil risco-benefício positivo" após revisar os dados de segurança, o que "sugere" que o uso da vacina não leva ao aumento das condições de coagulação, incluindo trombose venosa ou embolia pulmonar.

"A vacina AstraZeneca contra a COVID-19 continua a ter um perfil de benefício-risco positivo, com tremendo potencial para prevenir infecções e reduzir mortes em todo o mundo. Os dados disponíveis não sugerem qualquer aumento geral nas condições de coagulação, como trombose venosa profunda ou embolia pulmonar após a administração de vacinas contra a COVID-19", disse a OMS em um comunicado à imprensa.

De acordo com a organização, as taxas relatadas de eventos tromboembólicos após a aplicação das vacinas "estão de acordo com o número esperado de diagnósticos dessas condições".

© Folhapress / José Marcos/Agência EnquadrarIdoso recebe a vacina da AstraZeneca/Oxford contra a COVID-19 em Olinda, no Recife.
Vacina da AstraZeneca tem 'perfil risco-benefício positivo', dizem especialistas da OMS - Sputnik Brasil, 1920, 19.03.2021
Idoso recebe a vacina da AstraZeneca/Oxford contra a COVID-19 em Olinda, no Recife.

"Ambas as condições ocorrem naturalmente e não são incomuns. Elas também ocorrem como resultado da COVID-19. As taxas observadas têm sido menores do que o esperado para tais eventos", acrescenta o comunicado. 

O subcomitê da OMS informou que analisou 18 casos de trombose de um total de mais de 20 milhões de vacinações com a vacina AstraZeneca na Europa. "Uma relação causal entre esses eventos raros não foi estabelecida até o momento", completou a organização. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала