- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

PF prende hacker suspeito de vazar dados de mais de 200 milhões de brasileiros

© Folhapress / Marcelo GonçalvesPolícia Federal faz buscas no escritório do advogado do ex-presidente Lula, Cristiano Zanin, no bairro Cerqueira César, na capital paulista
Polícia Federal faz buscas no escritório do advogado do ex-presidente Lula, Cristiano Zanin, no bairro Cerqueira César, na capital paulista - Sputnik Brasil, 1920, 19.03.2021
Nos siga noTelegram
Investigadores identificaram que dados sigilosos de pessoas físicas e jurídicas foram disponibilizados em um fórum na Internet. A Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão em Pernambuco e Minas Gerais.

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (19) a operação Deepwater e prendeu em Uberlândia, Minas Gerais, o hacker supostamente responsável pela divulgação de informações de 223 milhões de brasileiros, o maior vazamento de dados do Brasil.

Além da prisão do hacker, conhecido como Vandathegod a operação deflagrada pela Polícia Federal contra divulgação e comercialização de dados de brasileiros cumpre cinco mandados de busca e apreensão em Uberlândia e Petrolina, Pernambuco. A suspeita é que autoridades públicas estejam entre os alvos dos criminosos, informa o portal G1.

Os investigadores identificaram neste ano que dados sigilosos de pessoas físicas e jurídicas, como CPF e CNPJ, nome completo e endereço foram disponibilizados em um fórum na Internet.

De acordo com a Polícia Federal, a divulgação de parte dos dados sigilosos foi feita gratuitamente por um usuário do fórum que, ao mesmo tempo, afirmou que o restante das informações sigilosas estava à venda em criptomoedas.

Após diligências, a Polícia Federal identificou o hacker suspeito de obter, divulgar e comercializar os dados, assim como outro suspeito que estaria vendendo os dados por meio suas redes sociais. As ordens judiciais foram expedidas pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала