ONU pede aporte financeiro para ajudar 16 milhões de iemenitas vulneráveis

© REUTERS / Khaled AbdullahTrabalhadores preparam alimentos em um centro de distribuição apoiado pelo Programa Mundial de Alimentos em Sanaa, Iêmen, 3 de junho de 2020
Trabalhadores preparam alimentos em um centro de distribuição apoiado pelo Programa Mundial de Alimentos em Sanaa, Iêmen, 3 de junho de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 17.03.2021
Nos siga noTelegram
A ONU pediu US$ 3,85 bilhões (R$ 21,7 bilhões) para dar assistência urgente para salvar as vidas de 16 milhões de pessoas no Iêmen neste ano, disse o porta-voz da organização, Stéphane Dujarric, nesta quarta-feira (17).
"Nós, junto com nossos parceiros humanitários, publicamos o Plano de Resposta Humanitária do Iêmen 2021. O Plano busca US$ 3,85 bilhões [R$ 21,7 bilhões] para levar ajuda urgente para salvar as vidas de 16 milhões de pessoas no país", disse Dujarric em uma entrevista coletiva.
© REUTERS / Stringer Crianças brincam em campo para pessoas deslocadas internamente na cidade de Marib, Iêmen, 16 de fevereiro de 2021
ONU pede aporte financeiro para ajudar 16 milhões de iemenitas vulneráveis - Sputnik Brasil, 1920, 17.03.2021
Crianças brincam em campo para pessoas deslocadas internamente na cidade de Marib, Iêmen, 16 de fevereiro de 2021

A guerra no Iêmen está em andamento desde 2014 entre as forças do governo e os houthis, também conhecido como movimento Ansar Allah. Em 2015, a coalizão árabe liderada pelos sauditas se juntou à luta ao lado do governo.

As agências humanitárias receberam até agora apenas US$ 374 milhões (R$ 2,115 bilhões) dos US$ 3,85 bilhões (R$ 21,7 bilhões) que as Nações Unidas afirmam ser necessários este ano, afim de evitar que a ameaça se torne a pior crise de fome do mundo em décadas, segundo o Escritório da ONU para a Coordenação de Assuntos Humanitários (UNOCHA).

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала