Administração Biden autoriza exportação de tecnologia-chave de submarino para Taiwan

© Foto / Marinha dos EUASubmarino de ataque USS Seawolf da Marinha dos EUA (foto de arquivo)
Submarino de ataque USS Seawolf da Marinha dos EUA (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 17.03.2021
Nos siga noTelegram
O programa de Taiwan para construção de sua própria frota de submarinos recebeu um forte impulso depois que os EUA aprovaram venda de três peças-chave de equipamentos para ilha.

Na terça-feira (16), o ministro da Defesa taiwanês, Chiu Kuo-cheng, confirmou que Washington aprovou licenças de exportação para o país, incluindo a primeira venda de armas à ilha sob administração de Joe Biden, segundo informou South China Morning Post.

"Quanto ao período de entrega, precisamos seguir com os procedimentos no devido tempo e não posso dizer quando chegarão exatamente. Afinal, existem procedimentos operacionais", disse Kuo-cheng, adicionando que as autoridades vão assegurar que o trabalho será concluído dentro do prazo.

O ministro taiwanês não identificou os itens a serem instalados. No entanto, funcionários do Ministério da Defesa disseram que há três tipos de equipamentos, são eles: sistemas de sonar digitais, sistemas integrados de combate e sistemas de equipamento auxiliares (periscópios), que a ilha não consegue produzir e deve contar com a tecnologia dos EUA.

O projeto do submarino nacional foi iniciado pelo governo em 2016 para reforçar a frota envelhecida de Taiwan de quatro submarinos com oito novos modelos diesel-elétricos. O primeiro protótipo está orçado para custar NT$ 49,4 bilhões (R$ 9,75 bilhões) e previsto para ser lançado em julho de 2024 antes de entrar em serviço no ano seguinte.

O trabalho de criação do protótipo do navio começou em novembro de 2020 no estaleiro da empresa CSBC Corporation em Kaohsiung, cidade localizada no sul da ilha.

As relações entre os Estados Unidos e Taiwan melhoraram bastante sob administração do ex-presidente norte-americano, Donald Trump, que estabeleceu laços diplomáticos com o país confrontando a China.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала