- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Não há ministro da Saúde que consiga trabalhar com sabotagem de Bolsonaro, diz governador do RS

© Folhapress / Charles Sholl/Brazil Photo PressEduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, no dia 30 de janeiro de 2019
Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, no dia 30 de janeiro de 2019 - Sputnik Brasil, 1920, 15.03.2021
Nos siga noTelegram
O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, criticou a atuação do governo federal na pandemia de COVID-19 e chamou de "sabotagem" a interferência do presidente Jair Bolsonaro no Ministério da Saúde.

Leite participou de uma audiência da comissão temporária do Senado Federal que discute medidas de combate à COVID-19, nesta segunda-feira (15).

"O que eu vi depois de três trocas de ministros que o presidente já fez é que o problema está nas orientações que o presidente dá. Não há ministro que consiga trabalhar com a sabotagem feita pelo próprio presidente da República às medidas necessárias para o combate ao coronavírus", afirmou.

Segundo ele, dessa forma, é difícil exigir que o ministro da Saúde consiga contornar a situação de descontrole da pandemia no país.

"Precisamos do presidente sensibilizado. Se não for para oferecer ajuda, que seja para parar de oferecer ataques, agressões e atrapalhar o processo de enfrentamento da pandemia", criticou.
© REUTERS / Diego VaraAla de emergência no hospital Nossa Senhora da Conceição, em Porto Alegre (RS), lotado em função da pandemia do coronavírus
Não há ministro da Saúde que consiga trabalhar com sabotagem de Bolsonaro, diz governador do RS - Sputnik Brasil, 1920, 15.03.2021
Ala de emergência no hospital Nossa Senhora da Conceição, em Porto Alegre (RS), lotado em função da pandemia do coronavírus

Sobre a corrida mundial por vacinas, o tucano ressaltou que pesquisas, produção e distribuição de imunizantes nunca foram tão importante na história da humanidade como agora.

"E tem a culpa do nosso governo, que colocou o Brasil no final da fila porque ficou negando durante muito tempo a importância das vacinas. Foi negacionista, criticou, atacou as vacinas", afirmou.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала