- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Bolsonaro escolhe Marcelo Queiroga para assumir Ministério da Saúde no lugar de Pazuello

© Folhapress / Bruno Rocha / FotoarenaFachada de prédio do Ministério da Saúde, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, em 16 de março de 2020
Fachada de prédio do Ministério da Saúde, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, em 16 de março de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 15.03.2021
Nos siga noTelegram
O presidente Jair Bolsonaro decidiu convidar nesta segunda-feira (15) o médico paraibano Marcelo Queiroga, presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), para assumir o comando do Ministério da Saúde.

Queiroga teve uma reunião com Bolsonaro na tarde desta segunda-feira (15) e foi convidado para assumir o lugar do ministro Eduardo Pazuello. A nomeação deve ser publicada na edição desta terça-feira (16) no Diário Oficial da União, de acordo com o presidente. As informações foram publicadas pelo portal G1.

"Foi decidido agora à tarde a indicação do médico, doutor Marcelo Queiroga, para o Ministério da Saúde. Ele é presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia. A conversa foi excelente, já conhecia há alguns anos, então não é uma pessoa que tomei conhecimento há poucos dias. Tem tudo no meu entender para fazer um bom trabalho, dando prosseguimento em tudo que o Pazuello fez até hoje", disse Bolsonaro.

Segundo Bolsonaro, haverá uma transição de "uma ou duas semanas" entre o novo ministro e a equipe de Pazuello. A troca no comando da pasta ocorre no período em que o Brasil passa pelo pior momento da pandemia.

© Folhapress / Wallace Martins/Futura PressO ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, concede entrevista coletiva em Brasília.
Bolsonaro escolhe Marcelo Queiroga para assumir Ministério da Saúde no lugar de Pazuello - Sputnik Brasil, 1920, 15.03.2021
O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, concede entrevista coletiva em Brasília.

Antes de se reunir com o cardiologista, Bolsonaro chegou a convidar a médica Ludhmila Hajjar para assumir o ministério. Mas, segundo Hajjar, o convite foi declinado por uma falta de "convergência técnica" com o presidente.

​Queiroga será o quarto ministro a comandar o Ministério da Saúde durante a pandemia da COVID-19 no Brasil. Antes de Queiroga, comandaram o ministério, o médico e ex-deputado Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS); o médico Nelson Teich; e o general do Exército Eduardo Pazuello.

Marcelo Queiroga é graduado em medicina pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). É especialista em cardiologia e tem doutorado em Bioética pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, em Portugal. Ele também dirigia o Departamento de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista (Cardiocenter) do Hospital Alberto Urquiza Wanderley (Unimed João Pessoa) e atuava como médico cardiologista intervencionista no Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, também na Paraíba.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала