Rússia, China e outros países denunciam Austrália no Conselho de Direitos Humanos da ONU

© REUTERS / Força de Defesa da AustráliaSargento treinando soldados da Força de Defesa da Austrália
Sargento treinando soldados da Força de Defesa da Austrália - Sputnik Brasil, 1920, 14.03.2021
Nos siga noTelegram
Em uma declaração conjunta ao Conselho de Direitos Humanos da ONU, vários países, incluindo Rússia, China, Egito e Venezuela, condenaram os assassinatos e abusos ilegais de civis cometidos por militares australianos no exterior.

Os países denunciaram a Austrália no Conselho de Direitos Humanos da ONU por suas graves violações dos direitos humanos. Eles querem que o governo australiano inicie uma investigação sobre a morte de civis e outros crimes por tropas australianas no exterior.

Ao mesmo tempo, a declaração expressou profunda preocupação com a prática da Austrália de estabelecer centros de detenção offshore em outros países.

O comunicado, escreve o Global Times, observou que esses centros de detenção não oferecem condições médicas adequadas. Um grande número de imigrantes, refugiados e requerentes de asilo foram detidos durante um longo período de tempo, alguns indefinidamente, e os seus direitos humanos foram violados.

A China e outros países instaram a Austrália a fechar imediatamente todos os centros de detenção offshore e a tomar medidas concretas para salvaguardar os direitos de grupos de imigrantes vulneráveis, especialmente crianças.

A declaração conjunta também expressou preocupação com o fenômeno crescente de discriminação racial na Austrália, o aumento da violência contra as mulheres e os direitos desprotegidos dos povos indígenas no país, conclamando o país a proteger efetivamente os direitos humanos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала