Ouro perdendo valor? Analistas comentam possíveis efeitos da inflação no metal precioso

© REUTERS / Edgar SuBarra de ouro em exposição no escritório da GoldSilver Central em Singapura, 19 de junho de 2017
Barra de ouro em exposição no escritório da GoldSilver Central em Singapura, 19 de junho de 2017 - Sputnik Brasil, 1920, 13.03.2021
Nos siga noTelegram
O metal precioso perdeu quase 13% de seu valor desde janeiro de 2021, razão pela qual um funcionário da empresa BlackRock diz que uma recuperação econômica será "um vento de proa para o ouro".

O ouro está deixando de ser eficaz como um seguro contra os movimentos no mercado de ações e a inflação e enfrenta o risco de desvalorização com a recuperação econômica pós-pandêmica, adverte Russ Koesterich, um gerente de portfólio da empresa de investimentos BlackRock, citado pela agência Bloomberg.

Segundo ele, a capacidade do metal precioso de proteger os investidores da inflação "tem sido algo exagerado". Embora continue uma reserva de valor razoável no longo prazo, é menos confiável na maioria dos horizontes de investimento, observa em uma publicação citada pela mídia.

Apesar da recente recuperação, o preço da barra caiu até agora em 2021, ao passo que a recuperação econômica ganha mais tração e os rendimentos das obrigações norte-americanas aumentam.

No entanto, ele não recomenda que os investidores se livrem do ouro. Pelo contrário, Koesterich diz que mantê-lo na carteira junto com outros ativos ajuda a equilibrar os altos e baixos de outros títulos, especialmente os preços das ações.

Neste momento, o metal amarelo não funciona bem como cobertura contra a taxa de inflação, embora tenha funcionado contra o dólar dos EUA. Apesar de tudo, o ouro continua demonstrando uma forte relação inversa com a moeda dos EUA, aponta o especialista.

"Sem uma opinião firme sobre um dólar em declínio, eu teria menos ouro", escreve o funcionário da BlackRock.

No fim da sexta-feira (12), o preço da onça de ouro estava sendo negociado a US$ 1.728,16 (R$ 9.596,56), uma queda de quase 13% desde 5 de janeiro, quando valia US$ 1.951,34 (R$ 10.835,89). Enquanto isso, entre os índices bolsistas de referência, o S&P 500 valorizou quase 4% até agora em 2021.

Hoje as principais economias do mundo estão fazendo tudo o que podem para impulsionar a recuperação pós-pandêmica. Recentemente, a Câmara dos Representantes dos EUA deu luz verde a um projeto de lei de estímulo econômico de US$ 1,9 trilhão (R$ 10,6 trilhões), proposto por Joe Biden, presidente norte-americano.

"Mais estímulo e melhoria na distribuição de vacinas sugerem a possibilidade de uma ascensão econômica. Se isto ocorrer, é provável que as taxas reais continuem subindo a partir de níveis ainda historicamente baixos. Como foi o caso no mês passado [fevereiro], este provavelmente será um vento de proa para o ouro", conclui Koesterich.

A queda do preço da barra neste ano foi acompanhada por um declínio constante das participações nos chamados fundos de câmbio garantidos por ouro. O volume global destes produtos caiu para níveis não vistos desde junho de 2020 e perdeu cerca de 150 toneladas até agora em 2021.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала