Departamento de Estado dos EUA dá luz verde para venda de aeronaves antissubmarino para Alemanha

© AP Photo / Sang TanBoeing P-8A Poseidon voa durante espetáculo aéreo em Farnborough, Reino Unido, 15 de julho de 2014
Boeing P-8A Poseidon voa durante espetáculo aéreo em Farnborough, Reino Unido, 15 de julho de 2014 - Sputnik Brasil, 1920, 13.03.2021
Nos siga noTelegram
Os Boeing P-8A Poseidon oferecidos às forças militares alemãs podem servir patrulhas marítimas em uma variedade de missões. Atualmente a Alemanha utiliza aeronaves Lockheed P-3C Orion.

O Departamento de Estado dos EUA deu luz verde na sexta-feira (12) para uma possível venda para a Alemanha de cinco aeronaves Boeing P-8A Poseidon, bem como outros equipamentos de guerra por um valor total de US$ 1,7 bilhões (aproximadamente R$ 9,44 bilhões), informa a Agência de Cooperação para a Segurança e Defesa (DSCA, na sigla em inglês) norte-americana.

"Esta proposta de venda apoiará a política externa e a segurança nacional dos EUA, melhorando a segurança de um aliado da OTAN [Organização do Tratado do Atlântico Norte], que é uma força importante para a estabilidade política e econômica na Europa", lê-se no comunicado da agência.

Atualmente a Alemanha utiliza aeronaves Lockheed P-3C Orion, modelo que está prestes a ser declarado tecnicamente esgotado e será retirado em 2024.

© Sputnik / Aleksei Kudenko / Abrir o banco de imagensAvião de reconhecimento P-8A Poseidon dos EUA
Departamento de Estado dos EUA dá luz verde para venda de aeronaves antissubmarino para Alemanha - Sputnik Brasil, 1920, 13.03.2021
Avião de reconhecimento P-8A Poseidon dos EUA

O P-8A Poseidon "combina o sistema de armas mais avançado do mundo com as vantagens de custo do avião de passageiros mais popular do planeta", afirma a Boeing. A aeronave pode servir a patrulhas marítimas em uma variedade de missões e é um excelente reforço em guerra antissubmarino, uma vez que a máquina se destaca pela inteligência, vigilância e reconhecimento.

O comunicado da proposta de venda ocorre em um momento em que as atividades da OTAN ao longo das fronteiras da Rússia estão aumentando. Segundo dados do Ministério da Defesa russo, em 2020 foram detectados cerca de 2.900 aviões de combate e 1.100 aviões espiões nas proximidades do espaço aéreo do país e tiveram de ser escoltados por caças russos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала