Cientistas querem enviar 6,7 milhões de amostras de esperma para Lua, diz mídia (FOTO)

© Foto / Roskosmos/Sergei RyazanskyImagem da Lua tirada pelo cosmonauta da agência federal espacial russa Roscosmos, Sergei Ryazansky, de bordo da Estação Espacial Internacional
Imagem da Lua tirada pelo cosmonauta da agência federal espacial russa Roscosmos, Sergei Ryazansky, de bordo da Estação Espacial Internacional - Sputnik Brasil, 1920, 12.03.2021
Nos siga noTelegram
Cientistas sugeriram a construção de uma massiva "arca" de alta tecnologia como uma "moderna política global de segurança" contra desastres na Terra, informou o The New York Post.

Já que nosso planeta está enfrentando múltiplos desastres como secas, asteroides e ainda a possibilidade de uma guerra nuclear, os cientistas dizem que os seres humanos devem olhar para a viagem espacial como um meio de salvar a vida.

"A Terra é naturalmente um ambiente instável", afirmou o autor principal do estudo, Jekan Thanga, durante apresentação do relatório feito em conjunto a seus colegas na Conferência Anual de Aeroespaço no Instituto de Engenheiros Elétricos e Eletrônicos (IEEE, na sigla em inglês).

A arca, inventada por Thanga e uma equipe de pesquisadores da Universidade do Arizona, EUA, armazenaria células reprodutivas, como espermatozoides e óvulos, de 6,7 milhões de espécies da Terra, incluindo humanos. E o banco proposto, ou "arca", ficaria abaixo da superfície da Lua.

Esta construção, como a Arca de Noé na Bíblia, poderia armazenar espécies amealhadas com mais eficiência do que protegendo-as na Terra ou criando um ecossistema artificial.

© Foto / Jekan Thanga / Universidade do ArizonaProjeto de arca lunar para amostras de biomaterial humano
Cientistas querem enviar 6,7 milhões de amostras de esperma para Lua, diz mídia (FOTO) - Sputnik Brasil, 1920, 12.03.2021
Projeto de arca lunar para amostras de biomaterial humano

O pesquisador sugeriu construir arcas em poços lunares e tubos de lava que podem servir de abrigo contra oscilações de temperatura na superfície, radiação solar e cósmica e micrometeoritos.

Do ponto de vista do cientista, a arca seria controlada por robôs e colocada em temperaturas criogênicas congelantes a fim de preservar amostras, enquanto os panéis solares serviriam de recurso de energia.

O conceito de uma arca global com amostras de biomaterial não é novo. A ideia tem sido implementada no Silo Global de Sementes de Svalbard, que contém um gigantesco banco para sementes de plantas, localizado na ilha norueguesa de Spitsbergen, no Círculo Polar Ártico, a fim de proteger plantas contra perda de biodiversidade. Há mais de 992 mil amostras únicas, cada uma contendo uma média de 500 sementes.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала