Cientistas descobrem que buraco de bilhões de anos na Groenlândia não era o que se pensava

© Foto / Pixabay / 395152Cratera (imagem referencial)
Cratera (imagem referencial) - Sputnik Brasil, 1920, 12.03.2021
Nos siga noTelegram
Apontada como a possível cratera mais antiga do mundo em 2012, com uma idade entre 2,5 e quatro bilhões de anos, pesquisadores estudaram o local e propuseram sua verdadeira natureza.

A cratera Maniitsoq na Groenlândia, com largura de 100 quilômetros, não foi formada por um meteorito, ao contrário do que se acreditava ser o caso, segundo um estudo publicado na revista Earth and Planetary Science Letters.

Cientistas analisaram o local com mapeamento de campo, datação de rochas e técnicas de análise química geológica, e chegaram à conclusão que o buraco surgiu através dos mesmos processos geológicos que formaram a região ao redor, entre 2,5 e quatro bilhões de anos atrás, segundo estimativas.

Durante a pesquisa, foi descoberta no local uma anomalia magnética, mas que desapareceu em uma escala maior, o mesmo acontecendo com as rochas pulverizadas encontradas, teorizadas como tendo sido formadas por choque de impacto.

Também foram encontradas estruturas de cristal, que, no entanto, não tinham nada de incomum, 5.587 grãos de zircônio que provocaram um impacto de choque maciço na região, ao mesmo tempo que um exame do tipo de isótopo de oxigênio no zircônio não revelou sinais de uma corrente de água quente do mar como resultado de fendas causadas pelo meteorito.

"Nossos resultados excluem conclusivamente a proposta de que grande parte da massa rochosa Arqueana na região de Maniitsoq se formou por um impacto de meteorito Arqueano, que deixa a estrutura Yarrabubba de 2,23 Ga [bilhões de anos] na Austrália Ocidental como a mais antiga estrutura de impacto terrestre confirmada", escreveram os pesquisadores no estudo.

Eles argumentaram que mesmo que fossem preenchidos vários requisitos para ser uma cratera de impacto, os bilhões de anos são muito tempo para profundas mudanças nas rochas.

Maniitsoq foi proposto como o local da cratera mais antiga do mundo em um estudo de 2012, embora tivesse enfrentado resistência à ideia desde o princípio.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала