Volume de comércio entre EUA e China aumenta 81,3% no começo de 2021

© REUTERS / Hyungwon KangBandeiras dos EUA e China tremulando em um edifício em Washington, EUA (foto de arquivo)
Bandeiras dos EUA e China tremulando em um edifício em Washington, EUA (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 07.03.2021
Nos siga noTelegram
O faturamento do comércio entre os EUA e a China aumentou 81,3% de janeiro a fevereiro deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado. A informação foi divulgada pela Administração Geral de Alfândegas da China neste sábado (7).

O volume de negócios do comércio EUA-China totalizou US$ 109,79 bilhões (R$ 624,83 bilhões) nos primeiros dois meses de 2021.

Já as exportações da China para os EUA aumentaram 87,3% e somaram US$ 80,53 bilhões (R$ 458,3 bilhões), enquanto as exportações dos EUA para a China tiveram um crescimento de 66,4%, totalizando US$ 29,26 bilhões (R$ 166,52 bilhões).

No ano passado, o faturamento do comércio EUA-China cresceu 8,3%, situando-se em US$ 586 bilhões (R$ 3,33 trilhões).

© AP Photo / Andy WongMulheres em um supermercado de Pequim passando pelas prateleiras de produtos importados dos EUA e de outros países, 2 de abril de 2018
Volume de comércio entre EUA e China aumenta 81,3% no começo de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 07.03.2021
Mulheres em um supermercado de Pequim passando pelas prateleiras de produtos importados dos EUA e de outros países, 2 de abril de 2018

O aumento no volume de comércio entre os dois países acontece em meio a uma tensão que vem se arrastando ao longo dos últimos anos, conforme a China amplia sua capacidade comercial e tecnológica. Durante a administração do ex-presidente dos EUA, Donald Trump, a relação bilateral se deteriorou de forma significativa.

Trump ergueu barreiras tarifárias contra a China e durante o período da pandemia da COVID-19 responsabilizou publicamente o governo chinês pela disseminação do vírus. O governo Biden também tem sinalizado que manterá a pressão contra o país asiático. As autoridades chinesas, por sua vez, repetidamente negaram as acusações dos EUA de práticas comerciais injustas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала