- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Brasil: governo agora diz que só foi notificado sobre crise de Manaus em 17 de janeiro

© Folhapress / Sandro PereiraParentes de pacientes internados em hospitais com COVID-19 fazem fila para recarregar cilindros de oxigênio na frente da empresa Nitron da Amazônia, no Distrito Industrial II de Manaus (AM)
Parentes de pacientes internados em hospitais com COVID-19 fazem fila para recarregar cilindros de oxigênio na frente da empresa Nitron da Amazônia, no Distrito Industrial II de Manaus (AM) - Sputnik Brasil, 1920, 01.03.2021
Nos siga noTelegram
Em documento corrigido entregue ao STF, governo federal indica terceira data em que teria sido informado sobre a falta de oxigênio na cidade. O ministro Eduardo Pazuello está sendo investigado por omissão no caso.

O governo federal alterou novamente a data em que teria sido notificado sobre o colapso de saúde em Manaus. Um documento oficial entregue ao Supremo Tribunal Federal (STF) foi corrigido e agora diz que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, só foi avisado sobre a urgência no dia 17 de janeiro, após a crise começar, conforme divulgou o portal G1.

Inicialmente, o texto relatava que o ministro tomou conhecimento do problema no dia 8 de janeiro, através de um e-mail da White Martins, empresa responsável pelo abastecimento de oxigênio nos hospitais da cidade. Em uma entrevista, no dia 18 de janeiro, o próprio ministro confirmou a data.

© REUTERS / Carla CarnielMinistro da Saúde, general Eduardo Pazuello, durante cerimônia de distribuição da CoronaVac, em São Paulo, 18 de janeiro de 2021
Brasil: governo agora diz que só foi notificado sobre crise de Manaus em 17 de janeiro - Sputnik Brasil, 1920, 01.03.2021
Ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, durante cerimônia de distribuição da CoronaVac, em São Paulo, 18 de janeiro de 2021

No último fim de semana, tornou-se público um depoimento de Pazuello à Polícia Federal no inquérito que investiga se o ministro foi omisso na crise do Amazonas. E no depoimento, Pazuello já havia apresentado uma nova data em que teria tomado conhecimento do colapso: 10 de janeiro.

Ele disse ainda que o Ministério da Saúde não recebeu oficialmente o e-mail mencionado e que nunca teve contatos informais com a empresa.

Porém, em novo ofício assinado pelo secretário-executivo da pasta, Elcio Franco, e enviado ao STF no domingo (28), o Ministério da Saúde confirma que o e-mail da White Martins chegou à pasta, mas no dia 17 de janeiro.

A falta de oxigênio em Manaus matou 31 pessoas nos dias 14 e 15 de janeiro. Familiares de pacientes internados precisaram procurar e comprar respiradores por conta própria. Aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) levaram alguns equipamentos à cidade.

Muitos pacientes tiveram que ser transferidos pelo governo do Amazonas para outras unidades da federação.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала