Soberana: Cuba confirma início de testes de fase 3 de vacina contra COVID-19 feita na Ilha

© AP Photo / Ramon EspinosaCientistas trabalha no desenvolvimento da Abdala, vacina contra a COVID-19 desenvolvida em Cuba
Cientistas trabalha no desenvolvimento da Abdala, vacina contra a COVID-19 desenvolvida em Cuba - Sputnik Brasil, 1920, 25.02.2021
Nos siga noTelegram
O Instituto Finlay de Vacinas informou nesta quinta-feira (25) que os testes clínicos de fase três da Soberana 02, imunizante desenvolvido em Cuba, estão prontos para serem iniciados.

Os ensaios serão realizados em Havana, região mais afetada pela pandemia do coronavírus na ilha. Por meio do Twitter, o instituto anunciou os testes como mais um "feito" da ciência cubana. De acordo com a entidade, outras três vacinas seguem sendo desenvolvidas na ilha.

​Realidade de um sonho, pronta a Soberana 02 para começo do ensaio clínico de Fase III em municípios de Havana. Outro feito da ciência cubana em tempos de COVID-19. Orgulho de todos que estamos em Cuba pela vida. Avançam também Soberana 01, Mambisa e Abdala. 

44 mil voluntários

Em coletiva de imprensa, o diretor do Finlay, Vicente Vérez, explicou que cerca de 44.000 voluntários receberão doses do imunizante, a partir da semana que vem, em diversas cidades da região de Havana. 

Ele acrescentou que a indústria farmacêutica cubana tem capacidade de produzir 100 milhões de doses da Soberana 02, que serão usadas para imunizar a população da ilha e de outros países interessados em adquirir a vacina. 

Nesta primeira fase, segundo o Centro de Imunologia Molecular de Cuba, estão disponíveis 340 mil doses do imunizante. Na quarta-feira (24), o laboratório BioCubaFarma disse que tinha sido iniciada a produção em grande escala de outra vacina produzida na ilha, a Abdala, desenvolvida pelo Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia. 

O imunizante passou pelos ensaios de fase um e dois, com aplicação em cerca de 800 voluntários e, em breve, seguirá para a fase três. Além desta vacina, o Centro de Engenharia é responsável pela produção da Mambisa, vacina introduzida via nasal. As duas Soberanas estão sendo desenvolvidas pelo Instituto Finlay. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала