Pássaro raro meio fêmea e meio macho é encontrado por aposentado nos EUA (FOTO)

CC BY 2.0 / jacme31 / Uma ave
Uma ave  - Sputnik Brasil, 1920, 25.02.2021
Nos siga noTelegram
Ornitólogo aposentado descobre ave que é macho de um lado do corpo e fêmea do outro, fenômeno conhecido como ginandromorfismo.

Um veterano observador de pássaros encontrou em Waterford, no estado norte-americano da Pensilvânia, um pássaro que parecia ser macho na parte direita do corpo e fêmea na parte esquerda.

"Um encontro único na vida […]. Depois de capturar as imagens, meu coração bateu forte pelas cinco horas seguintes, até eu chegar em casa e processar as imagens digitais para ver o que realmente tinha", explica o ornitólogo aposentado Jamie Hill, de 69 anos, à emissora BBC.

As imagens mostram um cardinalídeo, conhecido como cardeal, que sofreu uma anomalia genética conhecida como ginandromorfismo. Ao contrário do hermafroditismo, que se refere a ter tecidos reprodutivos masculinos e femininos, os ginandromorfos exibem características sexuais contrastantes em cada lado do corpo. Muitas espécies de pássaros apresentam o ginandromorfismo. Além de insetos e crustáceos, como caranguejos e lagostas.

"Eu tenho procurado pelo extinto pica-pau-bico-de-marfim há quase duas décadas, e fotografar esta versão rara de um de nossos pássaros de quintal mais comuns, este cardeal ginandromorfo, foi quase tão emocionante quanto eu acho que seria se eu conseguisse realmente encontrar o pica-pau", comenta Hill.

Aves metade fêmeas e metade machos são um fenômeno muito raro, explica à mídia Brian Peer, professor da Universidade Western Illinois, EUA, que pesquisa cardeais ginandromorfos bilaterais. Mas, acrescenta, o fenômeno pode passar despercebido em algumas espécies.

"O ginandromorfismo bilateral é aparentemente causado por um erro durante a divisão celular […]. Um óvulo e seu corpo polar associado são fertilizados por espermatozoides separados. O indivíduo resultante é uma quimera macho-fêmea", explica.

Peer destaca que os cardeais são pássaros muito comuns na América do Norte. Como o macho e a fêmea são tão diferentes na aparência, com cores contrastantes, é mais fácil localizar uma espécime ginandromorfa.

Em outubro, também na Pensilvânia, pesquisadores da Reserva Natural Powdermill encontraram um exemplar da espécie Pheucticus ludovicianus com ginandromorfismo bilateral.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала