China critica passagem de navio de guerra dos EUA pelo estreito de Taiwan

© Foto / Markus Castaneda, especialista em Comunicação de Massa de 2ª ClasseUSS John S. McCain, destróier de mísseis guiados, em operações marítimas no estreito de Taiwan, 30 de dezembro de 2020
USS John S. McCain, destróier de mísseis guiados, em operações marítimas no estreito de Taiwan, 30 de dezembro de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 25.02.2021
Nos siga noTelegram
Pequim afirmou que um navio USS Curtis Wilbur atravessou o estreito de Taiwan. A China tem censurado tais travessias como violação de sua soberania, pois diz que Taipé faz parte do princípio de Uma Só China.

O Exército de Libertação Popular (ELP) da China condenou na quinta-feira (25) a passagem de um navio de guerra pelo estreito de Taiwan, que separa a China continental da ilha de Taiwan, cita a agência Reuters.

O navio, que um porta-voz do Comando do Teatro Oriental do Exército de Libertação Popular (ELP) da China revelou ter sido identificado como USS Curtis Wilbur, passou pelo estreito na quarta-feira (24).

A Marinha dos EUA chamou o evento de "trânsito rotineiro pelo estreito de Taiwan", dizendo que "continuará voando, navegando e operando em qualquer lugar que a lei internacional permitir".

A China, por sua vez, qualifica tais passagens como violação de sua soberania, devido ao princípio de Uma Só China defendido por Pequim.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала