Biden e Trudeau concordam em combater influência da China e modernizar o NORAD

© REUTERS / Alex BrandonPresidente dos EUA, Joe Biden, durante sua primeira visita ao Pentágono, em Arlington, Virgínia, EUA, 10 de fevereiro de 2021
Presidente dos EUA, Joe Biden, durante sua primeira visita ao Pentágono, em Arlington, Virgínia, EUA, 10 de fevereiro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 23.02.2021
Nos siga noTelegram
Canadá e Estados Unidos concordaram em coordenar ações para combater a influência da China e modernizar o Comando de Defesa Aeroespacial da América do Norte (NORAD), além de enfrentar as alterações climáticas.

A decisão foi anunciada pelo presidente norte-americano Joe Biden, após uma reunião virtual com o primeiro-ministro canadense Justin Trudeau.

"Nós [...] concordamos em modernizar o [NORAD]", disse Biden durante uma entrevista coletiva após a conclusão da reunião nesta terça-feira (23). "Vamos lançar um diálogo expandido entre os EUA e o Canadá para cobrir questões relacionadas à segurança continental, ao desenvolvimento econômico e social e à governança ártica".

Biden também detalhou que os EUA e o Canadá ampliarão a coordenação mútua para conter a influência da China.

"Vindo na esteira da reunião do G7 na sexta-feira [19] passada, foi uma oportunidade para o primeiro-ministro Trudeau e eu explorarmos nossa parceria bilateral para reforçar e ajudar a impulsionar questões preocupantes em nosso hemisfério e globalmente, o que inclui a coordenação de nossas abordagens para melhor competir com China e para enfrentar ameaças aos nossos interesses e valores", disse Biden, acrescentando que a reunião bilateral foi muito produtiva.
© AP Photo / Patrick DoyleO primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, participa de uma coletiva de imprensa usando máscara para proteger-se da COVID-19, em meio à pandemia da doença, em 6 de novembro de 2020
Biden e Trudeau concordam em combater influência da China e modernizar o NORAD - Sputnik Brasil, 1920, 23.02.2021
O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, participa de uma coletiva de imprensa usando máscara para proteger-se da COVID-19, em meio à pandemia da doença, em 6 de novembro de 2020

O presidente norte-americano disse que Washington trabalhará com o Canadá para libertar dois canadenses atualmente detidos na China. Os países também concordaram em lançar fóruns para lidar com questões mútuas relacionadas ao crime internacional e às mudanças climáticas, disse Biden. O fórum de mudança climática será uma reunião ministerial de alto nível que trabalhará para alinhar as políticas e metas bilaterais.

Os dois líderes concordaram ainda em trabalhar juntos para prevenir ameaças biológicas por meio do fortalecimento da Organização Mundial da Saúde (OMS), cooperando com parceiros globais contra a disseminação de armas de destruição em massa e trabalhando em estreita colaboração para fortalecer a segurança da cadeia de abastecimento.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала