Governo Biden não fará convites para a Rússia voltar ao G7

© Sputnik / Ekaterina ChesnokovaPresidente da Rússia, Vladimir Putin, durante grande coletiva de imprensa, 19 de dezembro de 2019
Presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante grande coletiva de imprensa, 19 de dezembro de 2019 - Sputnik Brasil, 1920, 19.02.2021
Nos siga noTelegram
O governo Biden não pretende dar prosseguimento à intenção de Donald Trump de convidar a Rússia a voltar a integrar o G7.

A secretária de Imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, deu a informação à imprensa nesta sexta-feira (19), a bordo do avião presidencial dos Estados Unidos, em voo em que Joe Biden também estava.

"Não acho que faremos novos convites para a Rússia, ou reiteraremos novos convites para a Rússia", disse Psaki a repórteres quando questionada sobre o assunto.

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump manifestou o desejo de retorno da Rússia ao G7 diversas vezes. Em junho de 2020, Trump disse que muito dos debates nas cúpulas do G7 "são sobre Putin" e que, por isso, seria de "senso comum" convidar o presidente russo para o grupo.

"Obviamente, um convite seria feito em parceria com nossos parceiros do G7", acrescentou Psaki, citada pela AFP.

Nesta sexta-feira (19), foi realizada a primeira reunião digital do G7, que este ano foi organizada pelo Reino Unido. Foi o primeiro encontro dos países desde abril de 2020. O principal assunto debatido foi o combate à pandemia, incluindo o suporte ao consórcio COVAX e a distribuição global de vacinas.

Em declaração oficial, o G7 afirmou que pretende trabalhar em conjunto para "fazer de 2021 um ponto de inflexão para o multilateralismo e para moldar uma recuperação que promova a saúde e a prosperidade de nosso povo e planeta".

© REUTERS / Geoff PughO primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, sedia a cúpula do G7 on-line na Sala do seu gabinete em Downing Street em Londres, Reino Unido, em 19 de fevereiro de 2021
Governo Biden não fará convites para a Rússia voltar ao G7 - Sputnik Brasil, 1920, 19.02.2021
O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, sedia a cúpula do G7 on-line na Sala do seu gabinete em Downing Street em Londres, Reino Unido, em 19 de fevereiro de 2021

A história deste grupo de países remonta aos anos 70, quando primeiro foi formado o G6. Com a entrada do Canadá, o grupo se tornou o G7. Após a dissolução da URSS e o surgimento da Rússia como um novo ator no cenário mundial nos anos 90, surgiu o formato G7+1, que ficou conhecido como G8.

O formato permaneceu assim até 2014, quando os outros países expulsaram a Rússia do grupo em consequência da incorporação da Crimeia no país.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала