EUA afirmam que lei da Guarda Costeira da China pode aumentar disputas territoriais

© AP Photo / Li Gang/XinhuaPorta-aviões chinês Liaoning realizando exercícios no mar do Sul da China acompanhado por fragatas e submarinos (foto de arquivo)
Porta-aviões chinês Liaoning realizando exercícios no mar do Sul da China acompanhado por fragatas e submarinos (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 19.02.2021
Nos siga noTelegram
A China recentemente aprovou uma lei que permite o uso de "todos os meios necessários" para impedir ameaças de embarcações estrangeiras. EUA alegam que medida pode aumentar disputas territoriais.

O porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price, declarou nesta sexta-feira (19) que os Estados Unidos estão preocupados com a lei da Guarda Costeira recentemente aprovada pela China.

"Os Estados Unidos se juntam às Filipinas, Vietnã, Indonésia, Japão e outros países ao expressar preocupação com a lei da Guarda Costeira recentemente promulgada pela China, que pode aumentar as disputas territoriais e marítimas em curso", disse Price.

Price disse que eles estão especificamente preocupados com a linguagem na lei que vincula o uso potencial da força, incluindo a força armada, à aplicação das reivindicações da China em disputas territoriais e marítimas nos mares do Leste e Sul da China.

© AP Photo / Jason Tarleton / Marinha dos EUAEmbarcações da Marinha dos EUA, o USS Ronald Reagan e o USS Nimitz entram em formação no mar do Sul da China
EUA afirmam que lei da Guarda Costeira da China pode aumentar disputas territoriais - Sputnik Brasil, 1920, 19.02.2021
Embarcações da Marinha dos EUA, o USS Ronald Reagan e o USS Nimitz entram em formação no mar do Sul da China

No início de fevereiro, a China adotou uma lei que autoriza navios da Guarda Costeira do país asiático a realizarem ataques preventivos contra navios estrangeiros em águas "sob jurisdição da China".

Além disso, a medida também permite que a Guarda Costeira chinesa entre em embarcações estrangeiras para inspecioná-las em águas reivindicadas pela China.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала