'Colômbia é um verdadeiro narcoestado': Maduro critica política antidrogas de Iván Duque

© Sputnik / Aleksei Druzhinin / Abrir o banco de imagensPresidente venezuelano, Nicolás Maduro
Presidente venezuelano, Nicolás Maduro - Sputnik Brasil, 1920, 19.02.2021
Nos siga noTelegram
Na quinta-feira (18), o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, acusou o governo colombiano de Iván Duque de amparar e patrocinar o tráfico de cocaína e de estar transformando a Colômbia em um "verdadeiro narcoestado".

"A Colômbia tem sido considerada a produtora de 70% da cocaína mundial, sendo reconhecida por órgãos das Nações Unidas e do Departamento de Estado dos EUA. Passaram de 46 mil hectares de produção das folhas de coca para mais de 200 mil [hectares]. O governo de [Iván] Duque está expandindo [a produção de cocaína]", declarou Maduro, durante evento de criação da Superintendência Antidrogas.

De acordo com o presidente venezuelano, 84% da droga produzida na Colômbia sai do país por via marítima através do oceano Pacífico, sendo a Venezuela vítima de 8% do tráfico que tenta atravessar o seu território.

Durante os últimos dias as acusações mútuas entre Caracas e Bogotá se intensificaram depois que Duque acusou Maduro, sem provas, de amparar grupos subversivos e narcotraficantes em seu território.

O presidente venezuelano afirmou que a máfia narcotraficante da Colômbia assumiu o poder político da nação. Para Maduro, a tomada de poder é relatada em relatórios secretos dos EUA sobre o governo colombiano.

"Eles têm provas e dados suficientes do envolvimento desta máfia que governa a Colômbia em todos os [atos] ilícitos que destroem a sociedade norte-americana, centro-americana e mundial. Colômbia é um verdadeiro narcoestado", explicou.

No início deste mês, Maduro denunciou que os governos de Colômbia e Espanha dirigem e permitem, respectivamente, a elaboração de planos terroristas contra a Venezuela.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала